LANCE!
24/06/2018
06:05
São Paulo (SP)

Brasil e Alemanha ainda não estão classificados para as oitavas de final, mas as perspectivas de um confronto entre as potências na segunda fase do Mundial da Rússia são efetivas. Para isso acontecer, a classificação delas deve ocorrer em posições distintas - uma em primeiro do seu grupo e outra em segundo. Caso a Seleção Brasileira termine na liderança e os atuais campeões não, o duelo ocorrerá na segunda-feira, dia 2 de julho, às 11h, em Samara. Se a situação for inversa - alemães na ponta e brasileiros vice-líderes -, o confronto será disputado no dia seguinte, 3 de julho, terça, também às 11h, em São Petersburgo. Clique aqui para simular os resultados e confira abaixo as possibilidades que deságuam no confronto: 

BRASIL NA PONTA
​O Brasil terminará na liderança do Grupo E se vencer a Sérvia na quarta, às 15h, e a Suíça não passar pela Costa Rica. Se os suiços triunfarem, a definição será no saldo de gols, critério em que atualmente o time canarinho leva vantagem de 2 a 1.  Empate nas duas partidas também dará ao Brasil a ponta. 

A Alemanha ficará em segundo lugar do Grupo F se vencer a Coreia do Sul e o México não perder para a Suécia. Caso os mexicanos percam, as três seleções ficarão com seis pontos e a definição será nos critérios de desempate apenas no confronto entre eles, a começar pelo saldo de gols. Há ainda a possibilidade da Alemanha avançar com derrota, situação em que será necessariamente vice-líder. Se a Suécia também perder para o México, haverá empate triplo e o desempate se dará da mesma forma nos critérios exclusivos dos duelos entre eles. 

​ALEMANHA NA PONTA
Os alemães só ficarão em primeiro lugar no Grupo F se derrotarem a Coreia do Sul e o México perder para a Suécia. Nesse caso, as três seleções ficarão com seis pontos e a definição dos dois classificados e suas posições ocorrerá nos critérios de desempate nos confrontos entre o trio. 

O Brasil está empatado com a Suíça em pontos e está na liderança do Grupo E por ter saldo melhor de gols (2 a 1). Para terminar em segundo, precisa empatar com a Sérvia e a Suíça vencer a Costa Rica. Caso perca, irá se classificar se os suíços também forem derrotados pela mesma diferença de gols. 

A reedição da semifinal de 2014, o famoso 7 a 1, é possível, mas são muitas as conjecturas ainda.