Miro Neto
13/06/2018
08:05
São Paulo (SP) 

A Rússia encara a Arábia Saudita na abertura da Copa do Mundo sob muita desconfiança. O jogo acontece às 12h desta quinta  no estádio Luzhniki, em Moscou. A seleção, herdeira dos resultados da antiga União Soviética quarta colocada em 66, não venceu nenhum dos últimos sete amistosos que disputou - o último triunfo foi diante da Coreia do Sul, (4 x 2) em outubro do ano passado. O país está na 70ª colocação do ranking da Fifa, a pior entre os 32 participantes do Mundial . Na Copa das Confederações, espécie de ensaio para o torneio, caiu na primeira fase com derrotas para México e Portugal, vencendo apenas a frágil Nova Zelândia. 

O subproduto de tantos dados ruins é o alarme de que os russos repitam a África do Sul, que em 2010 foi a única seleção anfitriã em 20 edições a ter sido eliminada ainda na primeira fase. Excetuando-se a Espanha, em 82, os Estados Unidos, em 94, e o Japão, em 2002, todos os países-sedes ficaram entre os oito primeiros colocados. 

O tom áspero da imprensa local diante dos péssimos resultados levou o atacante Artem Dyuba a emitir um clamor de apoio e união em torno da seleção local:

- Gostaria de pedir a vocês, os jornalistas, que nos apoiem. O Mundial ainda não começou e já estão atuando de maneira agressiva. Deixem que termine o torneio para tirar conclusões. 

Copa de 1994 - Brasil 1 x 0 Estados Unidos
Estados Unidos foram às oitavas em 94 (JOEL MABANGLO / AFP)

'DRIBLARAM' O VEXAME

México, duas vezes, e Estados Unidos superaram as expectativas quando sediaram a competição. Os mexicanos chegaram às quartas de final em 70 e 86, até hoje os dois melhores desempenhos da equipe. Em ambos, a eliminação se deu para os futuros vice-campeões - Itália e Alemanha. Já os estadunidenses surpreenderam em grupo que tinha Colômbia, Romênia e Suíça e só foram eliminados pelo Brasil, que seria tetra, por apertado 1 a 0. Verdade que classificaram-se entre os terceiros colocados, condição que hoje não é possível. 

Uma seleção que flertou com campanha pífia foi a Espanha, que abrigou a competição 28 anos antes de sagrar-se, finalmente, campeã. Empatou com Honduras (1 x 1) e perdeu da Irlanda do Norte (0 x 1) na primeira fase, terminando em segundo lugar da chave. Na segunda fase, perdeu da Alemanha e empatou com a Inglaterra, em triangular. 

Nem mesmo Japão e Coreia, que compartilharam a organização em 2002, sucumbiram na primeira fase. Os japoneses foram eliminados pela Turquia nas oitavas, enquanto os coreanos foram até as semifinais, eliminando Itália e Espanha no caminho (jogos marcados por polêmicas de arbitragem, registre-se), e foram derrotados pela Alemanha. Foi a melhor campanha de um país asiático na história. 

A CAMPANHA DOS ANFITRIÕES

1930 - Uruguai campeão
1934 - Itália campeã
1938 - França eliminada nas quartas pela Itália (campeã)
1950 - Brasil derrotado pelo Uruguai na decisão
1954 - Suíça eliminada nas quartas pela Áustria  
1958 - Suécia derrotada na final pelo Brasil
1962 - Chile derrotado na semifinal pelo Brasil (campeão)

1966 - Inglaterra campeã
1970 - México eliminado nas quartas pela Itália (vice-campeã)
1974 - Alemanha campeã
1978 - Argentina campeã
1982 - Espanha eliminada na segunda fase 
1986 - México eliminado nas quartas pela Alemanha (vice-campeã)
1990 - Itália eliminada na semifinal pela Argentina (vice-campeã)
1994 - Estados Unidos eliminados nas oitavas pelo Brasil (campeão)
1998 - França campeã

2002 - Coreia eliminada na semifinal pela Alemanha (vice-campeã)
2002 - Japão eliminado nas oitavas pela Turquia (terceira colocada)
2006 - Alemanha eliminada na semifinal pela Itália (campeã)
2010 - África do Sul eliminada na primeira fase
2014 - Brasil eliminado na semifinal pela Alemanha (campeã)

AGENDA DO GRUPO A

14/6, às 12h - Rússia x Arábia Saudita 
15/6, às 9h - Egito x Uruguai
19/6, às 15h - Rússia x Egito
20/6, às 12h - Uruguai x Arábia Saudita 
25/6, às 11h - Uruguai x Rússia
25/6, às 11h - Arábia Saudita x Egito 

Clique aqui e confira a tabela completa do Mundial