Torcida do Irã

AFP

Pool da Copa
20/06/2018
11:16
Mundo Deportivo (Espanha)

Parece mentira, mas desde 5 de outubro de 1981 nenhuma mulher pôde assistir a um jogo de futebol inteiro no maior estádio do Irã, o Azadi, em Teerã. Hoje à noite, se tudo correr bem, eles podem fazê-lo novamente para ver o Irã x Espanha da Copa do Mundo através de telas gigantes.

Como confirmado em seu twitter oficial, o Open Stadiums, movimento que busca acabar com a discriminação e permitir que as mulheres frequentem os estádios, ingressos para ambos os sexos já foram colocados à venda. Um pequeno passo, mas muito importante para voltar a uma situação que deveria ser normal, o livre acesso das mulheres ao futebol.

Cartazes com a mensagem #NoBan4Women tem ganhado notoriedade no maior evento do futebol mundial, nas mãos de mulheres iranianas, entre elas Sara, ativista anônima por trás do movimento. O presidente da FIFA, Gianni Infantino, pode verificar in loco o problema em março passado, quando 35 mulheres foram presas por tentar entrar no derby entre Esteqlal e Persépolis, com o presidente no estádio. Felizmente elas foram libertadas rapidamente.

- O Irã me prometeu que em breve as mulheres terão acesso às reuniões - disse Infantino. - Eu volto e olho, eu olho, eu olho. É como um tesouro para mim - afirmou Sara ao NY Times há alguns dias sobre sua experiência nos estádios russos.

Hoje, mais um passo será dado em Azadi, uma palavra que curiosamente significa "liberdade" em farsi. #NoBan4Women.

* O Pool da Copa é a união de grandes veículos de comunicação do mundo para um esforço de troca de informações. O objetivo é manter seus leitores por dentro do que acontece com as seleções de outros países, porém, com uma visão local.

Montagem Lance!/ Mundo Deportivo
Lance! e Mundo Deportivo são parceiros no Pool da Copa