Arábia Saudita x Egito

(Foto: MARK RALSTON / AFP)

LANCE!
25/06/2018
14:06
São Paulo (SP)

Foi a primeira vitória da Arábia Saudita em Copas do Mundo após 24 anos, a última havia sido no Mundial dos EUA, em 1994. Apesar de já eliminada, o triunfo por 2 a 1, de virada, sobre o Egito teve grande significado para o país, que viu méritos no trabalho de Juan Antonio Pizzi, treinador argentino, naturalizado espanhol e responsável por dar uma cara diferente ao time saudita. Parte dessa novo estilo foi visto nesta segunda-feira, em Volgogrado.

Depois de ser derrotada duas vezes nas duas primeiras rodadas, a Arábia Saudita buscava contra os egípcios fazer um jogo digno e deixar uma impressão diferente daquela na goleada sofrida para a Rússia. Em coletiva após o duelo de despedida da Copa, Pizzi valorizou a imposição do jogo que planejou desde o início da competição.


- Acredito que até levarmos o gol, não havíamos cometido erros. Depois do gol, sim, tivemos algumas imprecisões e algumas desorientações em alguns movimentos que havíamos combinado para nos protegermos. Tivemos uma outra jogada em que Salah ficou mano a mano, mas depois evoluímos, tivemos o controle da posse de bola na maior parte do jogo, não lembro de algum momento de maior pressão do Egito. Em linhas gerais, creio que controlamos a partida, foi um duelo muito aberto, estava muito calor, ambos queriam vencer. Isso fez com que os espaços aparecessem, mas acredito que controlamos todas as ações do jogo e merecíamos a vitória - declarou o argentino.

Ainda sem uma definição sobre o futuro, Pizzi tratou de fazer um balanço de seu trabalho à frente da seleção saudita e agradeceu aos jogadores que, segundo ele, desfrutaram do estilo de jogo proposto desde o início. Nos próximos dias, o comandante promete novidades.

- A proposta que temos é a que mais agrada aos jogadores, que mais faz eles desfrutarem do jogo, sabendo que temos algumas carências em certo setores, mas eles se identificam com o que propomos. Não só estamos feliz que eles levem para frente a ideia que tentamos introduzir. A respeito do futuro, a federação é que vai decidir o que vamos fazer, não depende da nossa vontade e creio que nos próximos dias deve ser resolvido. Estou muito feliz, minha comissão técnica está feliz, estamos contentes com as respostas dos jogadores de da federação. Vamos ver o que será decidido - concluiu.

A Arábia Saudita se despede da Rússia e da Copa do Mundo após três jogos, duas derrotas e uma vitória, terminando na terceira colocação do Grupo A da competição.