Peru x Dinamarca

Peru teve a chance de abrir o placar, mas a Dinamarca foi mais eficiente e venceu (Foto: FILIPPO MONTEFORTE / AFP)

LANCE!
16/06/2018
16:12
São Paulo (SP)

A sensação após a vitória da Dinamarca por 1 a 0 sobre o Peru foi de que o resultado teria sido mais justo caso os peruanos saíssem vencedores na partida que marcou a estreia das duas seleções no Grupo C da Copa do Mundo. Além disso, o fato de Guerrero ter iniciado a partida no banco deixou a impressão de que as coisas poderiam ter sido diferentes em Saransk.

Em coletiva após o duelo na Mordovia Arena, o técnico da seleção peruana, Ricardo Gareca, analisou o desempenho de seus jogadores e lamentou as chances desperdiçadas. Para ele, pelo menos um empate seria mercido para uma equipe que se entregou tanto durante os 90 minutos.

- Em linhas gerais fomos para cima, tentamos jogar. Foi uma partida bastante disputada e com duas seleções que tentaram sempre jogar. No meu entender o Peru teve mérito para ficar em vantagem no placar, mas infelizmente não pudemos concretizar as chances. Não tenho nada para falar dos meus jogadores, eles entregaram tudo dentro de campo. O resultado não refletiu o que foi o jogo, mas futebol é eficiência. O que me deixa tranquilo é a entrega da equipe. Não pudemos dar uma vitória aos torcedores, mas acredito que pelo menos um empate seria merecido - declarou o comandante argentino.

Gareca, como era esperado, não conseguiu fugir das questões sobre Guerrero, que só entrou no segundo tempo, após o Peru levar o gol marcado por Poulsen, atacante dinamarquês. Mesmo com o ótimo desempenho do jogador do Flamengo, o treinador não viu sua opção como equivocada.

- São decisões que tomamos, acredito que o mais conveniente era começar dessa maneira, como uma equipe já vem jogando junta. Precisamos lembrar que Paolo foi o último a integrar a delegação, mas o vi muito bem entrando, rapidamente ele entrou no clima da partida, isso foi muito importante - resumiu.

O Peru volta a campo na próxima quinta-feira, às 12h, para enfrentar a França, em Ecaterimburgo. O confronto é válido pela segunda rodada do Grupo C da competição, que tem os franceses e os dinamarqueses como líderes, como três pontos cada.