Brasileiro assediando russas

Felipe Wilson foi demitido da Latam após divulgação do vídeo na internet (Imagem: Reprodução de internet)

LANCE!
20/06/2018
15:24
São Paulo (SP)

A companhia aérea brasileira Latam anunciou, nesta quarta-feira, a demissão de um funcionário que aparece em um vídeo constrangendo mulheres russas durante a Copa do Mundo.

Na gravação, Felipe Wilson, que é supervisor de voo no Aeroporto de Guarulhos, aborda três jovens e pede que elas repitam em português: "Eu quero dar a b... para vocês". 

Assim que as meninas completam a frase, Felipe e um outro homem comemoram e gritam: "É a Rússia, c...!"

Por meio de nota, a Latam confirmou o desligamento de Wilson e que "tomou as medidas cabíveis, conforme seu código de ética e conduta". A empresa também afirmou repudiar "veementemente qualquer tipo de ofensa ou prática discriminatória" e que "qualquer opinião que contrarie o respeito não reflete os valores e os princípios da empresa".

Questionada por seguidores no Twitter, a empresa brasileira também confirmou na rede social que o homem do vídeo estava em seu quadro de funcionários.

Este é pelo menos o terceiro caso de desrespeito a mulheres russas cometido por brasileiros no país. Nesta semana, cinco homens ao redor de uma mulher a fizeram repetir músicas a respeito do órgão genital feminino.

Até o momento, dois que aparecem no vídeo foram identificados: Diego Valença Jatobá, ex-secretário de turismo do município de Ipojuca, de Pernambuco, e Eduardo Nunes, tenente da Polícia Militar de Lages, em Santa Catarina.

Em outro vídeo, um sujeito pede para que uma mulher russa diga que "vai dar para todo mundo de Montes Claros". Em uma segunda gravação, o mesmo homem pede para que ela diga: "Montes Claros, melhor b... do mundo".