LANCE!
18/06/2018
10:55
São Paulo (SP)

O 7 a 1 no Brasil, no dia 8 de julho de 2014, fez a Alemanha caminhar para o tetracampeonato e, de quebra, desempatar a disputa pela condição de seleção com mais finais disputadas de Copa do Mundo. A decisão contra a Argentina representou a oitava na história dos germânicos contra sete do Brasil. A diferença é que os europeus ganharam metade, enquanto a Seleção Brasileira tem um título a mais. 

Em 54, a Alemanha conquistou seu primeiro título ao derrotar a favorita Hungria de Puskas por 3 a 2, na Suíça. Exatas duas décadas depois, a seleção repetiria a dose e seria bicampeã também superando o time que era a sensação, no caso a Holanda e seu "Futebol Total": 2 a 1 na decisão em Munique. O tricampeonato viria em 90, contra a Argentina, mesmo adversário do tetra, quatro anos atrás. 

O primeiro vice-campeonato germânico ocorreu em 66, com derrota para os anfitriões ingleses por 4 a 2, na prorrogação, com o polêmico gol de Hurst em que a bola não ultrapassou a linha. Em 82 e 86, dois segundos lugares seguidos, com quedas diante de Itália (1 x 3) e Argentina (2 x 3). Por fim, perdeu a decisão de 2002 para o Brasil, no primeiro confronto entre as potências na história. 

Além de oito finais, a Alemanha chegou entre os quatro primeiros também em 34, 58, 70, 2006 e 2010. Ou seja, em 13 das 20 edições de Mundial os alemães chegaram no mínimo às semifinais. Vale lembrar que os resultados de 54 a 86 foram obtidos pela Alemanha Ocidental, durante a divisão do país. 

Espanha x Holanda 10
Final entre Holanda x Espanha, em 2010, é uma das únicas seis sem Brasil nem Alemanha (Foto: KERIM OKTEN / STR)

Na história das Copas, apenas seis finais não tiveram nem Brasil, nem Alemanha. Um dado impressionante. Confira quais foram: 

1930 - Uruguai 4 x 2 Argentina
1934 - Itália 2 x 1 Tchecoslováquia
1938 - Itália 4 x 2 Hungria 
1978 - Argentina 3 x 1 Holanda
2006 - Itália 1 (5) x (3) 1 França 
2010 - Espanha 1 x 0 Holanda