LANCE!
21/06/2018
20:02
São Paulo (SP) 

A Copa do Mundo da Rússia conheceu nesta quinta-feira mais dois classificados às oitavas de final: França e Croácia. Os franceses derrotaram o Peru por 1 a 0 e e eliminaram precocemente o rival. Já os croatas impuseram uma goleada de 3 a 0 sobre a Argentina, que ficou em situação delicadíssima. Os bicampeões têm que torcer para a Nigéria derrotar a Islândia nesta sexta para dependerem apenas de si próprios na rodada final. A Seleção Brasileira, por sua vez, foi definida para o jogo contra a Costa Rica com uma alteração. Danilo teve um problema físico e Fagner será o substituto na lateral direita. Confira o que de melhor aconteceu no oitavo dia do Mundial:

COM NEYMAR, MAS SEM DANILO
Principal jogador da Seleção Brasileira, Neymar se recuperou das dores no tornozelo direito e irá começar a partida desta sexta-feira contra a Costa Rica, às 9h, entre os titulares. Em coletiva, o técnico Tite confirmou a presença do atacante e também aproveitou para negar qualquer conversa sobre o estilo de jogo do camisa 10. Por outro lado, o time canarinho não terá Danilo, que tem um problema no quadril. Fagner será o substituto na vaga. Em busca da primeira vitória na Copa da Rússia, o Brasil terá: Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro, Paulinho, Willian, Philippe Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus.

DONO DA BRAÇADEIRA
Thiago Silva será o capitão do Brasil na partida contra a Costa Rica. A decisão foi anunciada pelo técnico Tite na manhã desta quinta-feira, em entrevista coletiva. Dono da braçadeira na Copa de 2014, o zagueiro só liderou a equipe canarinho em uma oportunidade com o atual comandante: na derrota para a Argentina, por 1 a 0, em amistoso realizado na Austrália. Este, inclusive, foi o único revés do treinador à frente da Seleção. No primeiro compromisso realizado na Rússia, Marcelo foi o capitão.

E AGORA MESSI?  
A disputa com Cristiano Ronaldo ficou para trás. Depois de perder para a Croácia por 3 a 0, o único objetivo de Messi na Copa é classificar a Argentina para as oitavas. A situação, porém, não é nada fácil. Com apenas um ponto ganho em seis disputados, os sul-americanos dependem também dos resultados da Islândia para ter alguma chance de avançar. Na derrota argentina, o goleiro Caballero cometeu erro crasso no primeiro gol croata. 

AGUERO 'FURIOSO'
Após a derrota argentina, o atacante Aguero foi questionado sobre uma análise do técnico Sampaoli e deu uma resposta corrosiva: 'Que ele fale o que quiser'. Na realidade, o treinador assumiu a responsabilidade pela derrota, mas a reação do atacante dá a dimensão da tensão que vive a equipe. 

QUEM VAI SER A ZEBRA?
A vitória classificou a Croácia e deixou a briga pelo segundo lugar do grupo bastante quente. Nigéria e Islândia medem forças às 12h (de Brasília) desta sexta. Derrotada na primeira partida, a seleção africana precisa superar o nervosismo – no primeiro compromisso, nove dos onze titulares estreavam em um Mundial e sentiram o peso da competição – para vencer de qualquer maneira. Do outro lado, a Islândia vem de um empate surpreendente contra a Argentina e está com moral. Os argentinos torcem para os africanos para terem um horizonte de mais esperança. 

FRANÇA VAI ÀS OITAVAS E ELIMINA PERU
A França está classificada para as oitavas de final. Contra o Peru, em jogo válido pelo Grupo C, a equipe europeia contou com gol solitário de Mbappé para vencer os adversários por 1 a 0 e garantir a vaga na fase seguinte. O rival sul-americano, por outro lado, perdeu os dois jogos até o momento já está eliminado do Mundial.

GUERRERO VACILA
Após iniciar na reserva contra a Dinamarca, enfim o atacante Paolo Guerrero foi titular do Peru no Mundial. E decepcionou. Ele perdeu a bola para Pogba no lance do gol solitário da partida, gol que decretou a precoce eliminação dos peruanos, que cumprirão tabela diante da Austrália. 

DINAMARCA ‘SOFRE’ COM VAR E EMPATA
O árbitro de vídeo tem sido um dos destaques mais importantes na atual edição da Copa do Mundo. E, mesmo que o recurso ainda possa carecer de algum aperfeiçoamento, a aplicação tem sido positiva. Para os dinamarqueses, porém, a participação do VAR não é das mais agradáveis: em dois jogos, foram dois pênaltis marcados contra a equipe de Age Hareide graças ao recurso. O mais intrigante é que, nas duas situações, a infração foi causada pelo atacante Poulsen. Na primeira oportunidade, contra o Peru, Cueva desperdiçou a cobrança. Nesta quinta, Jedinak converteu para a Austrália. O jogo acabou empatado pelo placar de 1 a 1.

CONFIRA A AGENDA DE JOGOS DESTA SEXTA (22/6)
9h -Brasil x Costa Rica, em São Petersburgo - Grupo E - Confira a prévia
12h – Nigéria x Islândia, em Volgogrado - Grupo D - Confira a prévia
15h – Sérvia x Suíça, em Kaliningrado - Grupo E - Confira a prévia