RADAR / LANCE!
01/12/2017
14:58
Rio de Janeiro (RJ)

Os primeiros passos da Seleção Brasileira na busca pelo hexacampeonato mundial foram conhecidos nesta sexta-feira. O sorteio realizado em Moscou (RUS) definiu que o Brasil estará no Grupo E, e encarará Suíça. Costa Rica e Sérvia. De acordo com especialistas do LANCE!, um caminho em tese tranquilo, mas que traz armadilhas. 

Aos olhos do blogueiro João Carlos Assumpção, o Brasil tende a encarar tranquilidade em seu grupo:

- Em tese, o grupo é tranquilo. A Suíça cresceu muito no último ciclo e pode dar algum trabalho na estreia, mas a Seleção Brasileira é favorita. Por mais que a Costa Rica tenha ido bem no Mundial anterior (foi eliminada nas quartas de final), também não deve ser páreo para o Brasil. A Sérvia tampouco é outra potência. Por isto, creio que a Seleção passe com nove pontos.

Editor do LANCE!, Eduardo Mansell, o Brasil terá o desafio de encarar um grupo traiçoeiro:

- A Seleção Brasileira não deu sorte, mas também não pode reclamar do sorteio. Não é um grupo da morte, mas requer cuidados. Sérvia é um futebol europeu de velocidade e talento. A mais complicada de ser batida. A Suíça se fecha bem e valoriza a bola. Vai dar trabalho. Costa Rica evoluiu, mas é administrável.

Embora acredite em uma classificação tranquila, o editor Leonardo Martins também faz um alerta para os comandados de Tite:

- O Brasil não deve encontrar dificuldades para avançar em primeiro no seu grupo, mas é sempre bom ficar de olho aberto nos adversários europeus. Vejo a Suíça como a única ameaça pela liderança da chave.

Já o blogueiro Fábio Chiorino vê as viagens como um empecilho para a fase de grupos da Seleção Brasileira:

- O grupo E obriga o Brasil a maiores deslocamentos durante a Copa do Mundo, o que compromete a logística e o tempo de descanso. Por outro lado, os adversários na primeira fase não representam grande risco para a seleção de Tite. Suíça e Costa Rica devem rodar e a Sérvia provavelmente fica com a segunda vaga.

Aos olhos do colunista Eduardo Tironi, o caminho da seleção canarinho soa como espinhoso:

- O grupo do Brasil é teoricamente mais simples. O caminho é que pode ser complicado, porque terá como adversário uma seleção do Grupo F, que é bem acirrado.