Russel Dias
27/07/2016
23:40
Santos (SP)

Ele avisou: estava com fome. Ricardo Oliveira não balançava as redes desde o dia 8 de maio, na final do Paulista, quando teve que parar para tratar uma lesão no joelho direito. Justo nesta quarta-feira, em que o Santos precisava de gols para avanças às oitavas de final da Copa do Brasil, o camisa 9 matou a fome, com direito a sobremesa, e garantiu 3 a 0 sobre o Gama. Ele foi o dono da Vila Belmiro.

 
Diferentemente do empate sem gols em Brasília, na semana passada, o Peixe bombardeou o goleiro Maringá, que por três vezes defendeu de peito e quase se complicou.

Com o time todo atrás, o Verdão do Distrito Federal não deu trabalho para os zagueiros santistas. Muito menos para Vanderlei na primeira etapa. Na segunda, o camisa 1 sujou o uniforme, mas sem sustou.

O aperitivo de Ricardo Oliveira veio um tanto quanto amargo. Daniel Guedes cruzou em sua cabeça, Maringá espalmou para cima e, quando Oliveira já pensava em comemorar, a bola acertou a trave.

Mas na entrada foi possível o capitão do Santos sentir o gosto predileto, o de balançar as redes. Do jeito que ele gosta, Gustavo Henrique ajeitou a bola após escanteio e com a bola quase parada Ricardo acertou o ângulo esquerdo de Maringá.

Com Vecchio na vaga de Lucas Lima e Cittadini atuando como meia ao invés de segundo volante, o Santos tomou a área do Gama, o suficiente para sofrer pênalti e deixar o esfomeado atacante ainda mais satisfeito ao converter a cobrança.

No segundo tempo, foi a hora da sobremesa. O Peixe esperou em seu campo de defesa e, no contra-ataque, Vitor Bueno sofreu a falta dentro da área. Com a Vila Belmiro gritando por Oliveira, o camisa 9 mudou o canto, escolheu o meio e comemorou de “barriga cheia”.

Com a classificação para as oitavas de final garantida, o Alvinegro conhecerá seu adversário em sorteio que será realizado no próximo dia 2. Estes podem ser Botafogo, Atlético-PR, Ponte Preta, Paysandu ou Juventude, Fluminense, Vasco, Botafogo-PB, Fortaleza ou América-MG.

Para a tristeza do Gama, o ano de trabalho acabou. Fora das quatro divisões do Brasileirão, a equipe não tem mais o que disputar em 2016.

Esta foi a primeira vez que Ricardo Oliveira marcou três gols em uma mesma partida pelo Peixe. Que venha mais um mata-mata para Santos e Oliveira.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 3 X 0 GAMA


Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Diego Pombo Lopez (BA)
Assistentes: Luiz Claudio Regazone (RJ) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
Cartões amarelos: Copete (SAN), Murilo, David, Michel, Maringá, Pedrão e Eduardo (GAM)
Público e renda: 9.883 pagantes / R$ 147.395,00
Gols: Ricardo Oliveira 26' 1ºT (1-0); Ricardo Oliveira 44' 1ºT (2-0); Ricardo Oliveira 12' 2ºT (3-0)

SANTOS: Vanderlei; Daniel Guedes, Luiz Felipe (David Braz 24' 2ºT), Gustavo Henrique e Caju; Renato, Léo Cittadini e Vecchio (Elano 16' 2ºT); Vitor Bueno, Copete (Joel 24' 2ºT) e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior

GAMA: Maringa; Dudu Gago (Gordo 17' 2ºT), Pedrão, Murilo e Felipe Assis; Eduardo, David, Michel Pires e Jeferson (Ítalo - intervalo) e Baiano; Roberto Pítio. Técnico: Reinaldo Gueldini