Internacional x Atlético-MG

Atlético volta a Belo Horizonte com vantagem sobre o Internacional (Foto: Jeferson Guareze/AGIF)

LANCE!
26/10/2016
23:40
Porto Alegre (RS)

O Atlético-MG jogou um balde de água fria no Beira-Rio e refrescou o calor da massa colorada. O Galo cantou mais alto no Rio Grande do Sul, marcou um gol-relâmpago, sofreu o empate do Internacional e foi buscar o triunfo por 2 a 1 aos 44 minutos da segunda etapa do jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil. Na próxima semana, em Belo Horizonte, os alvinegros jogam por qualquer empate e até por uma derrota por 1 a 0 para carimbar a vaga na decisão. Aos porto-alegrenses, vale qualquer triunfo por dois gols de diferença ou por 3 a 2, 4 a 3, 5 a 4 e etc.

Antes de qualquer consideração inicial dos treinadores ou planejamento inicial do desenho tático, aos dois minutos de jogo, na raça, Pratto ganhou a bola pelo lado direito e tocou para Otero completar. Galo na frente.


O Internacional se recompôs, recuperou a bola no ataque e passou a frequentar o campo de defesa dos mineiros, sempre investindo pelo lado esquerdo. Antes do intervalo, o Colorado teve três boas chances para deixar o placar igualado. Faltou um pouco mais de capricho nas conclusões.

Se atacou, às vezes, de forma desordenada, o Inter teve nos pés de Willian um pouco mais de técnica e racionalidade. Já o Galo buscou sair com inteligência, sem se precipitar, atuando de forma prudente e utilizando a experiência do elenco.

O jogo não mudou com o segundo tempo. O Internacional trabalhava mais, controlava o jogo e chegava o tempo todo no gol adversário, sempre errando no arremate final. Quando a bola tinha direção certa, Victor salvava os mineiros. A torcida colorada clamou por Vitinho, poupado para a próxima rodada do Campeonato Brasileiro. Celso Roth ignorou o apelo e lançou Sasha no lugar de Alex, além de trocar Fabinho por Valdívia. O atacante da galera só foi chamado aos 33 minutos.

O Galo não ficou apenas atrás. Danilo Fernandes, com grande defesa, evitou o segundo gol de Otero.

Aos 25 minutos, Fábio Santos cometeu pênalti infantil sobre Anderson. William acertou a cobrança, deixou tudo igual e marcou o primeiro gol da carreira.

A pressão do Inter cessou no decorrer da partida. O Galo cresceu, ganhou em velocidade com a entrada de Cazares e foi buscar o triunfo com Pratto, no fim da partida. O Beira-Rio ficou em silêncio. O Galo cantou mais alto nos Pampas.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 1 x 2 ATLÉTICO-MG

Local: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data e hora: 26 de outubro de 2016, às 21h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Henrique Correa (RJ) e Bruno Boschilia (RJ)
Cartão Amarelo: Leandro Donizete, Rafael Carioca (ATL)
Cartão Vermelho:
Gols: Otero, 2'/1ºT (0-1); William, 25'/2ºT (1-1); Pratto, 44'/2ºT (1-2)

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes, Fabinho (Valdívia, 19'/2ºT), Paulão, Alan Costa e Geferson; Rodrigo Dourado, E. Henrique, Anderson (Vitinho, 33'/2ºT), Willian e Alex (Eduardo Sasha, 14'/2ºT); Aylon. Técnico: Celso Roth.

ATLÉTICO-MG: Victor, Carlos César, Gabriel, Erazo e Fábio Santos; Rafael Carioca (Lucas Cândido, 29'/2ºT), Leandro Donizete, Júnior Urso e Otero (Luan, 14'/2ºT); Robinho (Cazares, 33'/2ºT) e Pratto. Técnico: Marcelo Oliveira.