Olga Bagatini e Léo Saueia
19/10/2016
22:30
São Paulo (SP) 

Com um time praticamente todo reserva (apenas três jogadores titulares começaram jogando), o Inter derrotou o Santos por 2 a 0 e conquistou uma improvável classificação às semifinais da Copa do Brasil. Os dois grandes personagens foram o goleiro Danilo Fernandes, com duas belas defesas, e o atacante Aylon, que abriu o marcador. Do lado do Santos, poucos se salvaram, entre eles o lateral Victor Ferraz. Confira as notas: 

INTERNACIONAL

7,5
DANILO FERNANDES 

Fez duas grandes defesas e foi vital para a classificação. 

6,0
EDUARDO

Improvisado, posicionou-se bem e não comprometeu.

6,0
ALAN COSTA

Disputou no alto, deu carrinhos certeiros e protegeu a área.

6,5
ERNANDO

Também fez cortes precisos e ganhou no alto. Quase fez gol.

5,5
GEFERSON

Marcou firme e soube se posicionar. Errou muitos cruzamentos.

6,0
FABINHO

Bem postado, ajudou a fechar e ganhou a maioria das divididas.

6,5
EDUARDO HENRIQUE

Ajudou na transição, assustou Vanderlei e deu assistência.

6,5
ALEX

Perigoso nas bolas paradas e de longa distância. Bons lançamentos.

7,0
SASHA

Perdeu duas chances de matar o jogo. Compensou com gol no fim.

5,5
ANDRIGO

Apagado. Não conseguiu ajudar a cadenciar o meio e foi substituído.

7,5
AYLON

Foi oportunista e conseguiu marcar seu terceiro contra o Santos no ano

6,5
CEARÁ

Experiente, entrou para reforçar o sistema defensivo e foi bem.

5,5
VALVÍDIA

Foi afobado nas tomadas de decisão com a bola. Pouco acrescentou.

7,0
VITINHO

Brigou pela bola, se livrou da marcação e comandou contra-ataques.

6,5
CELSO ROTH

Não teve vergonha da retranca após sair na frente. Time cresceu.

SANTOS

5,0
VANDERLEI

Das três bolas que foram em sua direção, duas entraram e outra acertou a trave. Mesmo assim, não teve culpa.

5,5
VICTOR FERRAZ

Foi o melhor jogador do Santos na infeliz noite desta quarta. Não foi suficiente, porém, para inspirar os demais.

5,0
LUIZ FELIPE

Atrapalhado ao lado de David Braz, bateu cabeça com os companheiros no primeiro gol.

4,0
DAVID BRAZ

Deu sequência à queda de produção nos últimos jogos.  Erros de posicionamento e diversos erros de passe. Saiu.

5,0
ZECA

Marca com qualidade atrás e é um dos poucos que tem vibração em campo. Apareceu pouco no ataque.

4,5
THIAGO MAIA

Queda de rendimento enorme neste semestre. Queima contra-ataques e peca na saída de bola.

5,5
RENATO

Responsável por iniciar as jogadas ofensivas, esteve em noite apagada. Faltou velocidade na armação.

5,0
LUCAS LIMA

Um chute ainda no primeiro tempo e lançamento para cabeceio de Ricardo Oliveira. No mais, totalmente sumido.

4,0
PAULINHO

Errou praticamente tudo o que tentou ao longo do jogo. Dribles, passes, lançamentos... Foi substituído.

4,5
COPETE

Acompanhou o resto do ataque e não produziu absolutamente nada aberto pela ponta esquerda.

5,0
RICARDO OLIVEIRA

Teve uma única oportunidade, mas parou em Danilo Fernandes. Teve ainda um cruzamento bisonho no final.

5,5
RAFAEL LONGUINE

Até tentou dar um pouco mais de mobilidade à equipe, mas foi pouco nas circunstâncias em que o Santos estava.

5,0
JOEL

Entrou apenas para fazer volume no ataque e brigar com a defesa do Inter. Sem participação alguma nas jogadas.


RODRIGÃO

Pouco tempo em campo. Fica sem nota.

4,5
DORIVAL JÚNIOR

Eliminação para os reservas do Inter após jogo ruim diante dos reservas do Grêmio. Demorou muito a substituir.