óscar tabárez coletiva (Foto: Vladimir Rodas/AFP)

Óscar Tabárez volta mais cedo para casa (Foto: Vladimir Rodas/AFP)

LANCE!
14/06/2016
12:35
Santa Clara (EUA)

A vitória do Uruguai sobre a Jamaica, por 3 a 0, no estádio Levi's Stadium, em Santa Clara, nos Estados Unidos, de nada adiantou. Apesar de ter gostado da atuação de sua equipe, o técnico da Celeste, Óscar Tabárez, lamentou a eliminação na Copa América Centenário ainda na primeira fase.

- A vitória permite que nos posicionemos para o que virá em setembro, principalmente o jogo contra a Argentina. Tivemos uma má atuação nos dois primeiros jogos e não imaginávamos que seríamos eliminados na primeira fase - disse o treinador, referindo-se à partida pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, que será realizada na Rússia.

Tabárez também falou sobre o fraco rendimento de Edinson Cavani, atacante do PSG, nesta Copa América. Para o técnico, ele eu "demonstrações de grande capacidade goleadora, mas hoje foi um daqueles dias que, apesar do esforço, não pôde fazer o gol, o que é um pouco a história dos artilheiros". O jogador passou em branco em três jogos.

Apesar da eliminação precoce, o Uruguai atingiu uma marca no torneio. O lateral Corujo fez o gol 2.500 da história da Copa América sobre a Jamaica. O jogador balançou as redes aos 43 minutos do segundo tempo e chutou para marcar o terceiro da Celeste na vitória por 3 a 0.

O Uruguai, maior vencedor da Copa América, com 15 títulos, terminou o Grupo C na terceira colocação, com uma vitória e duas derrotas. A liderança ficou com o México, que empatou com a Venezuela, segunda colocada, em 1 a 1.