LANCE!
07/12/2016
22:33
São Paulo (SP) 

No dia em que receberia a decisão da Copa Sul-Americana, o Couto Pereira, em Curitiba (PR), foi palco de uma linda homenagem à Chapecoense, que teve jogadores, membros da comissão técnica e diretoria mortos em acidente de avião na semana passada. O estádio repetiu o que havia acontecido no dia 30 de novembro, no Atanasio Girardot, em Medellín, quando os colombianos do Atlético Nacional realizaram solenidade em nome das vítimas da tragédia com o voo da LaMia, no território do país. 

A estimativa é de que cerca de 30 mil pessoas tenham comparecido ao tributo, enchendo as arquibancadas do estádio do Coritiba com faixas exaltando o clube catarinense. Houve um culto ecumênico unindo os torcedores de Coxa e Atlético-PR, com cânticos de "Vamos, vamos Chape!", que tem sido entoado nas mais diversas situações. 

No horário em que a partida seria realizada, 22 crianças deram pontapé inicial simbólico, com cada metade vestindo a camisa da Chapecoense e a outra metade do Atlético Nacional. 

Na última segunda-feira, a Conmebol declarou a Chapecoense campeão da Copa Sul-Americana, atendendo pedido do próprio clube colombiano. No acidente aéreo morreram 71 pessoas, incluindo também jornalistas. Dos seis sobreviventes, quatro eram brasileiros e todos seguem internados: o lateral Alan Ruschel, o zagueiro Neto, o goleiro Follmann e o jornalista Raphael Henzell.