Caio Júnior

Caio  Júnior ressalta profissionalismo da Chapecoense (Foto: Reprodução)

RADAR/LANCE!
22/11/2016
17:41
Chapecó (SC)

Diferente de muitas equipes que conseguem o acesso e caem de divisão no ano seguinte, a Chapecoense conseguiu se manter na elite do futebol brasileiro desde 2014, quando conquistou a vaga na Série A do Brasileiro. Além de manter-se segura na competição nacional, o time agora tem projetos maiores, como chegar pela primeira vez à final da Copa Sul-Americana.

De acordo com o técnico Caio Júnior, os resultados só são possíveis pelo conjunto estrutural que a Chape fornece aos seus profissionais. 

- É uma soma de coisas que faz um time forte. Parte administrativa é muito bem feita. É como uma empresa, tudo funciona, no dia combinado. Não só os jogadores, mas funcionários. Para se ter uma ideia, eles recebem o 14º salário. Têm o 13º, mas o 14º foi uma ideia do presidente, que me contou essa semana. Se se mantivesse na primeira divisão, ganhariam também o 14º porque é uma maneira de motivar para eles torcerem e se criar uma atmosfera positiva. Isso porque o jogador tem o “bicho”, e os funcionários não tem - disse o treinador, em entrevista ao Seleção SporTV, complementando:

- Na questão de logística, o clube funciona muito bem, não deve nada a ninguém, assim como a estrutura do dia a dia, o estádio e o centro de treinamento. O que considero bastante é a manutenção de trabalho, de um ano para o outro. Se mantém uma base de 15, 18 jogadores, e isso dá equilíbrio, começando o estadual com quase a mesma equipe. Foi a equipe que menos trocou de treinador - destacou. 

O profissionalismo trouxe frutos e, no Campeonato Brasileiro, além de ser a nona colocada, a Chapecoense ainda tem chances de classificação à Libertadores, se alcançar o G6.  Algo que Caio Júnior divide mérito com o setor administrativo do clube.

- São empresários que não precisam do clube. Todos eles na direção e que querem fazer com que o clube seja uma potência, um grande clube. É só para ajudar. Isso foi uma das coisas que mais me tocou aqui. Posso dizer, independentemente dos resultados que virão, que fiz grandes amigos - finalizou o treinador. 

Pela Copa Sul-Americana, a Chape empatou em 1 a 1 com o San Lorenzo no duelo de ida e joga pelo empate no confronto da volta, que acontece nesta quarta-feira, às  21h45, na Arena Condá, pela semifinal da competição.