Plínio David de Nes Filho, presidente da Chape

Divulgação

LANCE!
29/12/2016
12:06
Chapecó (SC)

Essa quinta-feira, 29 de dezembro, marca exatamente um mês desde o acidente aéreo que vitimou 71 pessoas, entre delegação da Chapecoense e jornalistas que iam para Medellín para a final da Copa Sul-Americana. Para marcar a data, o presidente da Chape, Plínio David, divulgou uma carta aberta.

Na carta, o dirigente agradece as homenagens recebidas desde o acidente, lembra os sobreviventes da tragédia e garante a reestruturação do clube para o próximo ano, principalmente pela disputa da Libertadores, inédita na história da Chape.

Confira a carta do presidente na íntegra:
​"Trinta dias se passaram após o trágico acidente que levou dirigentes, comissão técnica, atletas, profissionais da imprensa e empresários amigos da Chape.
Apenas 6 tiveram a alegria de retornar as suas casas, um verdadeiro milagre.
O Verde da Chape esteve presente em homenagens em todo mundo. O carinho recebido nos deu ainda mais força. Só nos resta agradecer.
Agradecemos em especial ao nosso irmão Atlético Nacional de Medellin e a todo o povo da Colômbia.
É tempo de desafios. Muito trabalho está sendo feito por todos, objetivando primeiramente apoiar as Famílias dos que se foram e a retomada de nosso querido Clube. Neste momento de reconstrução, chegam novos dirigentes, nova comissão técnica e novos atletas para somar forças aos poucos que ficaram.
Tenho certeza torcedores, imprensa que tem nos apoiado em todas as horas, que seremos fortes e combativos em busca de nossos objetivos. O Verde de nossas camisas será sempre o Verde da esperança, será sempre o orgulho de Chapecó.
Nunca vamos esquecer dos que se foram, buscando sempre o melhor para nossa querida Chape como a melhor forma de homenageá-los.
2017 se inicia, desejo a todos, saúde, paz, serenidade e com a Chapecoense sempre em nossos corações. Muito obrigado!"