Gilson Kleina

Gilson Kleina é liberado para acompanhar jogo entre Chapecoense e Hercílio Luz (Foto: Sirli Freitas/Chapecoense)

LANCE!
21/03/2018
15:09
Chapecó (SC)

Gilson Kleina foi julgado por causa da expulsão na partida contra o Hercílio Luz, pela 6ª rodada do Campeonato Catarinense. Na ocasião, o Verdão do Oeste foi derrotado por 1 a 0. Como punição, foi determinado que o técnico recebesse suspensão de um jogo. O treinador, no entanto, ficou de fora no duelo seguinte, pela 7ª rodada do Estadual. Por isso, Kleina já está liberado para comandar a Chapecoense, nesta quarta-feira.

O técnico foi enquadrado no artigo 243-F, que diz respeito a ofensas. Como pena, Gilson poderia receber multa de R$ 100,00 a R$ 100.000,00 e suspensão de uma a seis partidas.

O comandante do time de Chapecó nega que tenha dito o que foi escrito na súmula do confronto. Gilson Kleina, no entanto, reconhece que precisa de equilíbrio emocional. Para o treinador, o julgamento serviu como aprendizado.

- Minha expulsão ocorre aos 47 do segundo tempo, não tinha como proferir tantas palavras em pouco tempo. Expliquei que falei com o assistente, não falei com o árbitro, e claro que fico feliz de poder estar contra o Hercílio, jogo importantíssimo, se tudo der certo o jogo da classificação. Peguei um jogo e já cumpri. Foi feito o que aconteceu. O que falei me causou surpresa, uma frase que não proferi. Sei que eu, todos nós, precisamos ter uma equilíbrio maior emocional. Mas no fim do jogo, aos 47, uma situação que aconteceu na minha frente, e eu acenei, verbalizei e fui expulso. Mais pelo assistente e não pelo árbitro. Então fico feliz de atuar, serve como aprendizado. Fico feliz que todos profissionais aqui reconheceram - disse Kleina à rádio CBN/Diário.

Conforme súmula do árbitro Rodrigo D'Alonso Ferreira, o técnico teria dito ao assistente Gianluca Vasconcellos, as seguintes frases:

- Vocês são ruins mesmo. Como que vocês não enxergam aquela mão. Olha a merda que estão fazendo, seus fracos. Seu filho da p... você conseguiu o que você queria.

Sob olhar de Gilson Kleina, a Chapecoense defende a liderança do Catarinense nesta quarta-feira, contra o Hercílio Luz, às 19h30, na Arena Condá.