Acidente Chapecoense

Torcedores se reuniram na Arena Condá (Foto: Nelson Almeida)

Daniel Fasolin (Especial para o LANCE!)
29/11/2016
23:05
Chapecó (SC)

Contar apenas uma história de um torcedor da Chapecoense pode parecer um tanto quanto egoístas. Mas talvez a história de Haisson de Pádua, possa exemplificar outras tantas. Encontrei o jovem torcedor da Chape agachado e aos prantos sem saber o que fazer.

Haisson que acompanha a Chape a mais de 11 anos, é um nato torcedor desta nova geração de torcedores. Ele chegou cedo à Arena para prestar as devidas homenagens, junto a ele mais de mil torcedores se faziam presentes, destes posso afirmar que mais de 85% não tinham 25 anos, confirmando a ascensão

Ao encontrar Haisson, ele não conseguia respirar, falar ou simplesmente pensar no que responder. Mais calmo, me falou de sua história com a Chape. De como a Chapecoense o representa.

- Simplesmente a Chapecoense é minha vida - foi a frase de Haisson quando perguntei a eles sobre o que o clube representa para ele.

Muitos torcedores estavam atônitos, perplexos como Haisson. O jovem que acompanha a equipe desde 2005, não conseguiu conter as lágrimas e o desespero. Representa o sentimento de todos os Chapecoenses e brasileiros.

Mas as principais mensagens de Haisson, em sua breve entrevista, foram suas duas ultimas frases, quando lhe perguntei como ele recebeu a notícia e como a Chapecoense o ajudou.

- Para mim foi um trauma, um baque enorme, que será difícil de recuperar, se é que vou e iremos nos recuperar - afirmou Haisson.

- A Chapecoense através de sua gestão, paixão e trabalho, me fez crescer como pessoa, me fez crescer psicologicamente e me tornou melhor - finalizou.

Se um time ou um esporte tem de passar alguma mensagem a seus fãs e adeptos, talvez a mensagem seja exatamente esta ultima frase de Haisson.

Haisson, que estava na arena, no lado interno quarta feira passada chorando aos prantos com a conquista da vaga para a fina da Sul-Americana, hoje chora por perder amigos, pois o jogadores e a diretoria da Chape, bem como todos os profissionais da equipe se tornaram cidadãos de Chapecó.

O desespero está instalado em todos, mas torcedores jovens como Haisson e sua paixão ajudarão a reerguer este grande time.