LANCE!
03/12/2016
18:31
Medellín (COL)

Na tarde deste sábado, os médicos responsáveis pela recuperação dos sobreviventes do trágico acidente aéreo concederam coletiva para atualizar a situação dos pacientes ainda internados na Colômbia. E o goleiro Jackson Follmann deu um grande passo em direção a sua recuperação.

Segundo Edson Stakonski, médico da Chape, Follmann tomou conhecimento da amputação de parte da sua perna direita (abaixo do joelho) e reagiu de forma tranquila, apresentando boas condições psicológicas.

- Prefiro a vida à perna. Vamos tirar isso de letra - afirmou o goleiro, que já não está mais entubado e responde bem ao tratamento.

Os médicos também atualizaram as condições do zagueiro Neto, que tem as maiores chances de voltar ao futebol. Segundo o boletim médico, Neto tem um leve edema cerebral e pneumonia, mas não precisará sofrer intervenção cirúrgica. No entanto, uma perfuração no pulmão exigirá mais atenção médica.

O lateral-direito Alan Ruschel foi submetido à cirurgia na coluna e passa bem. Apesar de ter uma vértebra fraturada, o jogador não lesionou a medula e consegue movimentar bem os membros inferiores e superiores. Segundo relato de sua irmã, Alan não lembra do acidente.

Rafael Henzel, único jornalista sobrevivente do acidente, está em condição estável. Após sofrer um trauma torácico e fraturar uma perna, Rafael ainda respira com ajuda de aparelhos, mas apresenta melhora.

Segundo Marcos André Sonagli, ortopedista da Chapecoense, não há previsão de transferência dos pacientes para solo brasileiro:

- Ainda não há previsão. Eles ainda se encontram em situações críticas, especialmente na questão pulmonar. Fazer a transferência não é satisfatório. Já estamos na vigência de um milagre e não vamos correr riscos.