Gilmar Dal Pozzo agradece homenagem da Chapecoense e avalia desempenho no Náutico

Gilmar Dal Pozzo agradece homenagem da Chapecoense e avalia desempenho no Náutico (Foto: Divulgação/Chapecoense )

RADAR/LANCE!
01/12/2015
00:59
Chapecó (SC)

A tarde de domingo (29) marcou um retorno especial à Arena Condá, casa da Chapecoense. Em forma de homenagem, a diretoria do clube alviverde convidou cinco treinadores que foram marcantes na história para condecorações. Dentre eles, Gilmar Dal Pozzo, que em 21 meses de trabalho levou o time da Série C para a Série A, entre 2012 e 2014. Emocionado com o carinho dos torcedores que se fizeram presentes na partida diante do Goiás, o profissional agradeceu de forma geral.

- Quando recebi a ligação na semana passada me dispus a modificar meus compromissos para estar presente. Teria de voltar ao Recife, porque no sábado eu comandei o Náutico no último jogo da Série B esse ano, no interior de São Paulo. Mas tenho uma gratidão enorme com a Chapecoense e aceitei de pronto o convite para este evento. Foi com bastante orgulho, ao lado dos outros colegas de profissão que também receberam essa homenagem, que retornei a Chapecó. Ver que o legado do trabalho permaneceu e hoje todos percebem o clube de uma maneira diferente no país, é de uma felicidade enorme, porque nosso feito foi grandioso. Agradeço esse dia de convívio com a diretoria, com a imprensa local, com os torcedores que vibraram com a gente, os funcionários que seguem na casa, alguns dos meus guerreiros remanescentes daquelas conquistas, foi especial mesmo - afirmou o treinador.


Durante o período à frente do time catarinense, Dal Pozzo conquistou consecutivamente dois acessos de divisão no Campeonato Brasileiro, sendo vice-campeão da Série B que teve o Palmeiras em primeiro lugar, um vice-campeonato catarinense com a melhor campanha geral e uma Taça SC, que garantiu vaga à Copa do Brasil. De contrato encerrado com o Náutico, o treinador, agora, aguarda para definir seu futuro e avalia que poderia ter conquistado mais um acesso para seu currículo caso tivesse chegado antes ao clube pernambucano.

- Encerro a temporada muito satisfeito com o lado pessoal, esta homenagem, os contatos com pessoas que convivi e do lado profissional igualmente estou feliz. Esse trabalho no Náutico me permitiu retomar diversas sensações. Se mais não tivemos, infelizmente foi porque não chegamos antes. Mas isso faz parte do futebol. Construímos um alicerce e independente do que vier pela frente, tenho convicção de que será promissor, tanto para o clube, como para mim. Agora tenho um período para descansar até dar o próximo passo. Já orientei também minha assessoria de imprensa que só a partir de sexta-feira (04) que devo ter alguma novidade de renovação ou nova proposta. Então agora vou curtir um pouco minha família que ficou no sul enquanto eu estive em Recife, dar uma renovada nas energias, para logo focar outra vez no trabalho - finalizou.