RADAR / LANCE!
01/12/2016
13:40
La Paz (BOL)

A queda do avião que transportava a Chapecoense e jornalistas a Medellín, deixando 71 mortos e seis feridos, custou caro à Lamia. Em nota emitida nesta quinta-feira, a Diretoria Geral da Companhia Aeronáutica da Bolívia confirmou que, devido à tragédia, a Lamia Corporation SRL terá suas atividades "suspensas de maneira imediata".

A Companhia Aeronáutica detalhou que o "Certificado de Explorador de Serviços Aéreos" foi suspenso e, além disto, a "Permissão de Operação" foi outorgada à empresa.

VEJA A NOTA NA ÍNTEGRA:

A Direção Geral de Aeronáutica Civil (DGAC) comunica que, mediante Resolução Administrativa nº716 da data 29 de novembro de 2016, dispôs a suspensão de maneira imediata do Certificado de Explorador de Serviços Aéreos" (AOC) Nº DGAC-DSO-AOC-Operador Aéreo OPS-COA-119-01-002 e da Permissão de Operação outorgada à empresa LAMIA Corporation SRL, em mérito às atribuições dispostas do Decreto Supremo 28478, Artículo 14, Número 5, e a Lei 2902, Artigo 123, Letras a) e h).