João Pedro - Chapecoense

Sirli Freitas/Chapecoense

LANCE!
26/10/2017
11:34
Chapecó (SC)

Destaque da Chapecoense no início da temporada, João Pedro voltou a estar à disposição da equipe após ficar cinco meses no Departamento Médico devido a uma lesão no joelho direito sofrida no jogo diante do Zulia, pela Copa Libertadores. O lateral, que também atua no meio, voltou a ser relacionado no último domingo, quando a equipe catarinense bateu o Fluminense por 2 a 0, na Arena Condá, pelo Brasileirão.

No período que esteve fora, João Pedro não escondeu a vontade de voltar a estar disponível para ajudar a Chape.

- É muito difícil. O jogador sempre quer estar disposto, estar treinando, estar jogando e estar bem. Então eu fico muito feliz com a minha volta. E eu estou pronto, sim, pra joga. Já fiz todos os treinos que podia, já fui relacionado pro último jogo também, então já estou preparado.

O retorno de João Pedro não poderia ser em um momento melhor, quando a Chape vem de duas vitórias no Campeonato Brasileiro. Mesmo com o clima favorável, o atleta afirma que o foco precisa ser mantido. 

- Quando está brigando lá embaixo, quando está perdendo os jogos, todo mundo fica mais triste, cabisbaixo. As vitórias ajudam a todo mundo. Todos os funcionários do clube. O clima fica mais leve, mais feliz. Mas é um campeonato difícil. Mesmo com as duas vitórias, temos que manter os pés no chão e a cabeça focada, porque se perder um jogo já muda tudo. Tem que manter concentrado, trabalhando forte, para continuar conquistando os pontos necessários - finalizou. 

Um dos responsáveis pela volta de João Pedro aos gramados, o dr. Marcos Bilibio afirmou que o atleta foi bastante paciente e respondeu ao tratamento de forma bastante positiva.

- João respondeu muito bem ao tratamento, superando as expectativas. Isso devido a sua força física e, principalmente, a força de vontade de ajudar o time nessa reta final de campeonato

A Chapecoense volta a campo no próximo sábado, quando encara o Atlético-PR pela 31ª rodada do Brasileirão, na Arena da Baixada, às 21h (Brasília).