Magno Alves - Ceara x Internacional 2014 (Foto:JARBAS OLIVEIRA/FUTURA PRESS)

Magno Alves é alvo da diretoria do Ceará. (Foto:JARBAS OLIVEIRA/FUTURA PRESS)

RADAR/ LANCE!
10/12/2016
07:00
Fortaleza (CE)

Após não conseguir o acesso para a elite do futebol brasileiro, o Ceará está com o planejamento de 2017 a mil por hora. O clube já anunciou cinco reforços para disputar a Primeira Liga (onde atuará pela primeira vez) e a Série B, mas, segundo o gerente de futebol, Marcelo Segurado, não há um estabelecimento de teto salarial:

- Não concordo muito com essa ideia de estabelecer um teto salarial. Eventualmente, alguns jogadores vão ganhar mais do que outros. Precisamos respeitar o orçamento e gerenciar a montagem do elenco - disse, em entrevista à TV O Povo.

O gerente ainda estabeleceu os três critérios para um atleta reforçar o clube:

- São três critérios: financeiro, técnico e profissional. O jogador precisa se adequar a realidade financeira do clube, precisa ser aprovado pela avaliação técnica do Gilmar (Dal Pozzo), que vem acompanhando todos os nomes de perto e também passa por um estudo pessoal, que analisa a postura e todo o histórico do atleta.

Já chegaram ao Vozão o lateral-esquerdo Romário, o lateral-direito Éverton Silva, o meia Ricardinho e os zagueiros Rafael Pereira e Luiz Otávio. Porém, o clube manifestou interesse em contar novamente com o veterano Magno Alves, que saiu recentemente do Fluminense.