Apresentação - Cruzeiro x Ponte Preta

Cruzeiro abre a zona de rebaixamento com 33 pontos, enquanto a Ponte aparece em décimo, com 39

RADAR/LANCE
07/10/2016
20:25
Belo Horizonte (MG)

Com a vitória do Internacional na última quinta-feira, o Cruzeiro voltou a figurar entre os quatro últimos clubes do Brasileirão. Por isso, o time mineiro não entra em campo com outro objetivo a não ser a vitória diante da Ponte Preta, às 21h deste sábado, no Mineirão. E para isso, o concorrente colorado acabou virando inspiração na Toca da Raposa. Depois de ver o Beira-Rio cheio em Porto Alegre, o desejo de Mano Menezes é contar com o estádio cheio também em Belo Horizonte, com pelo menos 32 mil pessoas para empurrar o clube celeste, que poderá chegar até o 12º lugar com mais três pontos.

- No último jogo (contra o Grêmio) tivemos 16 mil pessoas no Mineirão e elas gostaram do que viram. É importante que essas pessoas convidarem outras pessoas para gente dobrar esse número. É momento de crescer novamente, aproveitar a oportunidade. Queremos estar todos juntos, muito fortes, gostaríamos que o torcedor estivesse ao nosso lado – disse o treinador.

Sem poder contar com Ariel Cabral, Manoel (ambos suspensos) e Arrascaeta (com a seleção do Uruguai), o técnico Mano Menezes fez algumas alterações no time. Na zaga, Léo continua formando a dupla com Bruno Rodrigo. Mais à frente, Romero herda o lugar do argentino Cabral, enquanto Rafinha fica como um dos responsáveis pela criação no meio-campo.

- Dentro de uma variação dos jogadores que temos, pelas características, Romero se adequa mais para fazer transposição de posse. A equipe precisa disso. Ele percorre distância mais rapidamente e pressiona. No jogo passado já conseguimos roubar a bola ofensiva muitas vezes e jogando em casa isso pega o adversário desorganizado – acrescentou Mano.

Ponte Preta indefinida no ataque


Ao contrário dos anfitriões, a Ponte Preta não está totalmente definida por Eduardo Baptista. Com cinco retornos, o time jogará praticamente com força máxima, mas viajou para Belo Horizonte com o setor ofensivo ainda indefinido.

Do quinteto novamente à disposição do treinador, Nino Paraíba e Reinaldo são os únicos garantidos no time titular. Já Clayson, Rhayner e Pottker disputam com Felipe Azevedo as duas vagas para atuar ao lado do atacante Roger.

Na pior das hipóteses, bastará um empate do Cruzeiro para sair do Z-4, enquanto o triunfo poderá levar a Raposa ao 12º lugar. Já a Ponte, em caso de vitória, tem chances de ficar a três pontos do Atlético-PR, que hoje ocupa o G-6. Do contrário, ficará estacionada na décima colocação.

CRUZEIRO x PONTE PRETA


Motivo: 29ª rodada, Brasileirão 2016
Data/Hora: 08/10/2016, às 21h
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Júnior (RS)

CRUZEIRO: Rafael; Ezequiel, Leo, Bruno Rodrigo e Edimar; Henrique, Lucas Romero, Robinho e Rafinha; Rafael Sobis e Ramón Ábila. Técnico: Mano Menezes.

PONTE PRETA: Aranha, Nino Paraíba, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Reinaldo; Elton, Wendel e Galhardo; Felipe Azevedo, Pottker e Roger. Técnico: Eduardo Baptista.