LANCE!
28/09/2017
10:29
Rio de Janeiro (RJ)

A decisão da Copa do Brasil foi vencida pelo Cruzeiro, que bateu o Flamengo nos pênaltis após empate sem gols no tempo regulamentar. Com o caneco, a Raposa se garantiu na fase de grupos da próxima Copa Libertadores, o que mexe diretamente com o Campeonato Brasileiro.

Atualmente o Cruzeiro é o quinto colocado e está no G6, a zona de Libertadores. Porém, como se garantiu, o Brasileirão, neste momento, passa a contar com G7. Curiosamente, neste momento a medida beneficia o Flamengo, derrotado pela Raposa e que é o sétimo.

O hoje G7 pode virar G9. Para isso acontecer, o Grêmio terá que ganhar obrigatoriamente a Copa Libertadores. Além disso, Flamengo, Fluminense ou Sport precisa vencer a Sul-American. No caso dos dois últimos, hoje eles estão fora até mesmo de um eventual G9. 

Para começo de conversa, é necessário que tanto Cruzeiro quanto Flamengo continuem nas primeiras posições da Série A. A partir daí, a torcida da turma do pelotão passa a ser pelo sucesso dos representantes brasileiros nas duas competições internacionais que estão em disputa: a Libertadores e a Sul-Americana.

Na Liberta, o Grêmio, atualmente em terceiro no Brasileirão e ocupando uma das vagas para a edição do ano seguinte, é o sobrevivente. Nas semifinais, o adversário é o Barcelona de Guayaquil, que já deixou pelo caminho Palmeiras e Santos e na primeira fase ainda esteve no grupo do Botafogo.

Na Sul-Americana, Flamengo e Fluminense se enfrentam nas quartas de final, fase que também tem o Sport como representante brasileiro. Se algum dos três vencer, também se garante na Liberta. 

Um diferencial de anos anteriores, quando a Libertadores ainda não tinha passado pela expansão, é o fato de um título de clube brasileiro na Sul-Americana não mais tirar vagas para a Libertadores dos que estão no Brasileirão.

Não há hipótese, por exemplo, de que um vice-campeão de alguma competição mata-mata (Liberta, Sul-Americana e Copa do Brasil) fique com a vaga na Libertadores. Tirando os títulos das competições já citadas, as vagas nas competições continentais serão distribuídas por meio da Série A.