Centurión - São Paulo

São Paulo e Cruzeiro se enfrentaram três vezes nesta temporada (Foto: Rubens Chiri/www.saopaulofc.net)

LANCE!
07/11/2015
20:59
São Paulo (SP)

Oito pontos separam Cruzeiro e São Paulo na tabela do Campeonato Brasileiro antes do embate deste domingo, às 17h no Mineirão. Enquanto os mineiros precisam de um milagre para chegar ao G4, os tricolores tratam a vaga na Copa Libertadores da América como um objetivo concreto, mas ambos defenderão séries invictas nesta 34ª rodada do torneio nacional.

A Raposa detém a maior invencibilidade atual do Brasileirão. São nove jogos seguidos sem derrota, desde o dia 10 de setembro. Na ocasião, os celestes caíram por 2 a 0 para o Flamengo no Maracanã e depois emplacaram sequência com cinco empates e quatro vitórias. Já o São Paulo colocará à prova um tabu de 11 anos sem perder para o Cruzeiro em Minas Gerais no Brasileiro.

A última vez em que os cruzeirenses bateram o Tricolor como mandantes na Série A foi em maio de 2004. Com gols de Jardel e Dudu, a Raposa fez 2 a 1 no Mineirão - Gabriel descontou -, mas nunca mais venceu os paulistas em casa. O último encontro em solo mineiro entre as equipes foi no primeiro turno do Brasileirão do ano passado e terminou empatado em 1 a 1 em Uberlândia.

Para o confronto deste domingo, o técnico Mano Menezes não terá os meias Julio Baptista e Alisson, lesionados, e o meia Marcos Vinicius, suspenso. Do lado são-paulino, Doriva não pôde relacionar Rogério Ceni, Breno, Luiz Eduardo, Carlinhos e Lyanco, todos com problemas físicos, e deve repetir a escalação do Tricolor que bateu o Sport na última rodada.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO X SÃO PAULO

Local:
Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data/Horário: 8 de novembro de 2015, às 17h
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (PE)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Dibert Pedrosa Moisés (RJ)

CRUZEIRO: Fábio; Ceará, Manoel, Bruno Rodrigo e Fabrício; Willians, Henrique e Ariel Cabral; Gabriel Xavier (Allano), Arrascaeta e Willian. Técnico: Mano Menezes.

SÃO PAULO: Denis; Bruno; Rodrigo Caio, Lucão e Reinaldo; Thiago Mendes, Wesley e PH Ganso; Michel Bastos, Alexandre Pato e Luis Fabiano. Técnico: Doriva.