LANCE!
13/06/2016
07:30

A sétima rodada do Brasileirão ficou marcada por uma curiosidade: rivais ultrapassando uns aos outros. Duas dessas ultrapassagens aconteceram em confrontos diretos. O Palmeiras venceu pela primeira vez o Dérbi no Allianz Parque e tornou-se vice-líder, atirando o Corinthians para o quarto lugar. O gol de Cleiton Xavier manteve o Verdão como o melhor mandante da competição, com 100% em seu território. E o Cruzeiro silenciou o Horto na estreia de Fred pelo Galo. Um resultado que catapultou a Raposa da zona do rebaixamento e aninhou o Atlético por lá.

A dança regional não parou nisso. O Internacional assumiu a liderança ao derrotar o América-MG por 3 a 1, no Beira-Rio. O Colorado contou com o empate do Grêmio com o Fluminense, que, se não foi ruim por ser fora de casa, acabou rebaixando a equipe tricolor do segundo para o terceiro lugar. E o Santos emendou a segunda vitória seguida – fez 2 a 0 no Santa Cruz, em Recife – e encostou no G4 (agora é o quinto), situação que era a do São Paulo antes da rodada. O time do técnico Bauza foi surpreendido pelo Atlético-PR na fria noite de sábado e deslizou para a sétima colocação. A inconstância da equipe é fator decisivo para o sobe e desce: já havia sido batido em casa pelo Inter e obtido precioso 1 a 0 sobre o Cruzeiro, no Mineirão.

CONFIRA COMO ESTÁ A CLASSIFICAÇÃO DO BRASILEIRO

Em relação aos times cariocas, o cenário foi de fiasco. Além do tropeço do Flu, o estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, foi palco de outro empate por 1 a 1, do lanterna Botafogo com o Vitória, na manhã de domingo. O time da Estrela Solitária segue preocupando seu torcedor. O fato de ter marcado apenas quatro gols em sete jogos da a medida do quanto é preocupante. E o Flamengo perdeu a segunda na sequência ao cair por 1 a 0 para o Figueirense, em Florianópolis.

A rodada marcou a queda do último invicto. A Chapecoense perdeu para a Ponte, em Campinas, e foi superada pela Macaca. Assim, todos os paulistas figuram na primeira metade da classificação.