RADAR / LANCE!
22/11/2016
13:41
Rio de Janeiro (RJ)

Ninguém quer ficar de fora da festa do Campeonato Brasileiro. Em uma 36ª rodada emocionante em todas as partes da classificação, o inusitado passeou tanto pelo gramado quanto nas arquibancadas.

Entre solavancos de jogadores, teve espaço para cachorro e até provocações curiosas na arquibancada. O LANCE! traz tudo o que marcou o fim de semana de futebol.

INCENTIVOU PARA CACHORRO!

Em situação difícil na luta contra o rebaixamento, o Vitória ganhou um "incentivo" involuntário no Barradão: durante o confronto com o já rebaixado Figueirense, um cão passeou pelo gramado na maior tranquilidade. Mesmo não afetando o andamento da torcida, os gritos de "uh, é cachorrão" deixaram a equipe baiana mordida. Quem saiu de campo ganindo foi o Figueira, que sofreu um 4 a 0. 

CRIANÇA COM CARA-PINTADA? NÃO PODE!

Uma atitude da Polícia Militar deu o que falar antes do triunfo do Palmeiras sobre o Botafogo, por 1 a 0. A palmeirense Maria Eduarda, de 7 anos, foi barrada no Allianz Parque por estar com o rosto pintado em verde e branco, atendendo a uma norma da PM para impedir a entrada de torcedores de rosto coberto. O uso da norma em uma criança teve repercussão negativa nas redes sociais mas, com o rosto limpo, Maria Eduarda assistiu à partida.

CUIDADO COM ESSA BOLA...

O Cruzeiro viu sua chance de vencer o Santos se esvair em um erro grosseiro de Romero. Ao tentar recuar uma bola, ele errou a medida e permitiu que Ricardo Oliveira aparecesse livre para decretar o empate santista no Mineirão.

FERE QUE EU FAÇO GOL!

Negueba foi entre suor, sangue e bola na rede na vitória do Grêmio. Após sofrer um corte no supercílio e atuar com um curativo, o atacante encontrou espaço para marcar o seu no triunfo por 3 a 0 do time reserva do Tricolor gaúcho sobre o América-MG.

FOI PÊNALTI SIM, EU GARANTO

O árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva deixou de lado a opinião do assistente e apontou um pênalti para o Atlético-PR na Arena da Baixada, mesmo em meio a pressões do Sport. O Furacão garantiu a vitória por 2 a 0.

AUDIÊNCIA BAIXA

Cumprindo tabela na reta final do Brasileirão, a Ponte Preta viu sua torcida deixar de lado a partida contra o Fluminense. Mesmo com ingressos variando entre R$ 5 e R$ 10, cerca de 4 mil torcedores se dispuseram a ir ao Moisés Lucarelli acompanhar o triunfo por 1 a 0 da Macaca.

É COMIGO?

Everton não escondeu sua irritação por sair de campo no empate do Flamengo com o Coritiba, em 2 a 2. Ao saber que seria sacado para entrada de Fernandinho, o meia-atacante sinalizou: "eu?". Em seguida, andou pelo Maracanã balançando negativamente a cabeça, mas cumprimentou o técnico Zé Ricardo.

DENIS APRONTANDO TODAS

O goleiro Denis rendeu dores de cabeça à torcida do São Paulo contra a Chapecoense. Ao receber uma bola recuada, ele chutou em cima de Bruno Rangel e, na sobra, por pouco, não permitiu o adversário marcar. Mais tarde, a equipe amargaria um 2 a 0 (com um dos gols vindo de falha sua).

QUE FEIO...

Cazares tentava mostrar serviço no Atlético-MG diante do Santa Cruz. Porém, tudo foi por água abaixo em meio ao empate em 3 a 3. Irritado após uma dividida com Jadson, o gringo trocou tapas com o adversário e foi para o chuveiro.

FANTASMAS DO PASSADO

Em meio ao calvário na luta contra o rebaixamento, o Internacional viu um clube do qual tripudiou anos antes provocá-lo pela atual má fase. Enquanto o Corinthians vencia por 1 a 0 na Arena Corinthians, torcedores ficavam na arquibancada vestidos de "fantasma" da Série B e com cartazes de provocação. Tudo como uma resposta às provocações que os colorados fizeram em 2007, quando o Timão caiu.