HOME - Fluminense x Chapecoense - Campeonato Brasileiro - Camilo (Foto: Celso Pupo/Fotoarena/LANCE!Press)
Roberto Assaf
07/11/2015
22:57
Rio de Janeiro (RJ)

A derrota de 3 a 2 para a Chapecoense, e a chuvinha incessante, quer perturba a vida do Rio desde quinta-feira, tornou a noite de sábado definitivamente desagradável para os tricolores. O Fluminense jogou um futebol lento e dispersivo durante a maior parte do tempo. E não fez nada além dos gols. E o time catarinense soube aproveitar de forma competente as chances que surgiram, para escapar, ao que tudo indica, da degola. Confira tudo que rolou lance a lance.

O time alviverde começou retraído, errando passes, e o Fluminense tomou conta do jogo, abrindo o placar aos 19 minutos, quando Jean cobrou, com paradinha, o pênalti de William Thiego em Marcos Júnior. Tudo leva a crer que a superioridade e a vantagem levaram o Tricolor a acreditar que marcaria mais vezes com naturalidade.

Mas a Chape ganhou coragem, passou a tocar a bola com confiança, e conseguiu virar o jogo, em dois gols de cabeça, em passes de Maranhão, principal referência da equipe. Aos 29, Túlio de Mello se antecipou à zaga e fez de peixinho. Aos 34, William Thiego se redimiu da lambança anterior, aproveitando o escanteio: 2 a 1.

O Fluminense jogou um futebol lento e dispersivo durante a maior parte do tempo


No intervalo, Eduardo Baptista trocou Vinícius por Magno Alves para tornar o time mais ofensivo. A equipe visitante regressou meio sonolenta, e Gustavo Scarpa, logo aos três minutos, em posição legal, desviou um lançamento de Jonathan e empatou. O Fluminense voltou a ter o controle da partida, mas não ameaçava o adversário. Aos 18, Gil achou Camilo na entrada da área, e o apoiador bateu forte: 3 a 2.

Aos 24, Osvaldo substituiu o estreante Jonathan, que teve atuação discreta. Wellington Silva foi para a lateral-direita e Gustavo Scarpa passou teoricamente a ocupar a esquerda. A Chape recuou, enquanto o Tricolor lançava Robert no lugar de Marcos Júnior. Mas o fato é que o tempo foi passado e o time carioca não conseguia superar a retranca do adversário, que além de se defender, ainda procurava tornar o jogo ainda mais lento. E o 3 a 2 permaneceu.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 2 X 3 CHAPECOENSE

Local: Maracanã, em Rio de Janeiro (RJ)
Data: 7/11/2015, 21h
Árbitro: Neilson Nogueira Dias (PE)
Auxiliares: Paulo César Silva Faria (MT) e Francisco Chaves Bezerra Júnior (PE)
Público;Renda: 4.153 pagantes / R$ R$ 133.025,00
Cartões Amarelos: Tulio de Melo (CHA), Ananinas (CHA), Wellington Silva (FLU), Cícero (FLU), Gerson (FLU), Gil (CHA)
GOLS: Jean (19'/1ºT) - Túlio de Melo (29'/1ºT), Willian Thiego (33'/1ºT), Gustavo Scarpa (3‘/2ºT), Camilo (18'/2ºT)

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Jonathan (Osvaldo 24'/2ºT) Gum, Marlon e Wellington Silva; Jean, Cícero, Gustavo Scarpa, Vinícius (Magno Alves - Intervalo) e Marcos Junior (Robert 32'/2ºT); Gerson. Técnico: Eduardo Baptista.

CHAPECOENSE: Danilo, Apodi, Neto, Willian Thiego e Dener; Gil, Cleber Santana, Camilo, (Tiago Luis 37'/2ºT), Ananias (Bruno Silva 30'/2ºT) e Maranhão (Wagner 39’/2ºT); Tulio de Melo . Técnico: Guto Ferreira.