Yago Rudá
12/06/2018
23:31
São Paulo (SP)

O torcedor são-paulino assistirá a Copa do Mundo com um sorriso de orelha a orelha. Isto porque, o Tricolor vai para a parada do Mundial em posição privilegiada no Campeonato Brasileiro. No último jogo da equipe de Diego Aguirre no primeiro semestre, o São Paulo não tomou conhecimento do Vitória e goleou a equipe baiana por 3 a 0, com grande atuação do meia Nenê.

Jogando em sua casa, onde ainda não perdeu no Brasileirão, o São Paulo passeou em campo diante do Vitória e se deu um até logo aos seus torcedores em grande estilo. O destaque da partida foi Nenê, que fez dois gols, um deles uma pintura, e ainda cavou a expulsão do meia Yago no primeiro tempo.

Com o triunfo, o Tricolor assumiu a vice-liderança do Brasileirão. O time do Morumbi vai para a Copa do Mundo com 23 pontos, apenas três atrás do Flamengo - que tem um jogo a menos e pode ampliar a diferença. Após o término da rodada, a equipe pode perder uma posição para o Atlético-MG, mas ficará no G4 durante o Mundial.

Que classe!
A apresentação de gala de Nenê começou cedo, na primeira parte do primeiro tempo. O camisa 7 recebeu o passe de Araruna na entrada da área, dominou a bola e chapelou Lucas Marques. Assim que aplicou o drible, o são-paulino endireitou o corpo e bateu com perfeição no ângulo direito de Elias, sem chance alguma de defesa. Um golaço no Morumbi!

Expulsão polêmica
Enfrentando imensa dificuldade para agredir o São Paulo no Morumbi, o Vitória ficou ainda mais exposto após a expulsão polêmica de Yago, no primeiro tempo. O meia do clube baiano fez falta em Nenê na entrada da área e o árbitro Igor Junio Benevuto de Oliveira deu o cartão vermelho sem titubear.

A decisão do juiz gerou grande revolta da comissão técnica do Vitória, que viu a interpretação como exagerada. No lance, Yago e Nenê chegaram a encostar o braço um no outro e o árbitro entendeu como agressão. Ao são-paulino, restou um cartão amarelo.

A noite de Nenê
Vencendo por 1 a 0 e com um jogador a mais em campo, o São Paulo - principalmente os setores de meio de campo e ataque - passeou em campo. Em rápido contra-ataque, Nenê carregou a bola até a entrada da área e rolou para Everton. O meia-atacante cruzou, a defesa do Vitória cortou e, no rebote, o camisa 22 deu um passe açucarado para Nenê fazer o segundo do Tricolor no Morumbi.

Cereja do bolo
Na volta do intervalo, o Tricolor apenas administrou o bom resultado construído no primeiro tempo. O time de Diego Aguirre soube trocar passes no meio de campo, envolver o adversário e ainda deu tempo para Everton ampliar. Depois de jogada bem trabalhada pelo lado direito, Lucas Fernandes cruzou rasteiro, a zaga afastou mal e o camisa 22 mandou para o fundo da rede, sacramentando a vitória do Tricolor por 3 a 0.

Destoou
Nos minutos finais da partida, o meia-atacante Lucas Fernandes, que fazia um bom jogo com a camisa do São Paulo, fez falta em Neilton no meio de campo e levou o segundo cartão amarelo. O camisa 11 foi para o chuveiro mais cedo e foi o único ponto que destoou na grande atuação da equipe do Morumbi.

Folga na Copa
Nos próximos dias, o elenco do São Paulo ganhará uma longa folga por conta da paralisação das competições nacionais e internacionais durante a Copa do Mundo. Os jogadores descansarão e se reapresentarão no CT da Barra Funda no dia 25 deste mês. Durante a intertemporada, o Tricolor ficará uma semana concentrado em Cotia e, por enquanto, não há amistosos marcados.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 3 X 0 VITÓRIA
Local: Morumbi, São Paulo (SP)
Data-Hora: 12/6/2018 - 21h30
Árbitro: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Auxiliares: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Ricardo Junio de Souza (MG)
Público/renda: 20.456 pagantes/R$ 468.038,00
Cartões amarelos: Hudson, Jucilei e Nenê (SAO), Neilton, Rhayner e Bruno Bispo (VIT)
Cartões vermelhos: Lucas Fernandes, aos 31'/2ºT (SAO) e Yago, aos 34'/1ºT (VIT)
Gols: Nenê (21'/1ºT) (1-0), Nenê (41'/1ºT) (2-0), Everton (8'/2ºT) (3-0),

SÃO PAULO: Sidão; Araruna, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Hudson, Jucilei e Lucas Fernandes; Nenê (Liziero, aos 39'/2ºT), Everton (Caíque, aos 25'/2ºT) e Diego Souza (Brenner, aos 11'/2ºT). Técnico: Diego Aguirre.

VITÓRIA: Elias; Cedric, Bruno Bispo, Ramon e Jeferson; Lucas Marques; Rhayner (Guilherme Costa, aos 37'/2ºT), Neilton, Yago e Wallyson (Rodrigo Andrade, aos 17'/2ºT); André Lima (Lucas Fernandes, no intervalo). Técnico: Vágner Mancini.