Apresentação - América MG x Santa Cruz

Duelo dos desesperados. América é o lanterna com oito pontos e o Santa está na 18ª colocação, com 14 somados

RADAR/LANCE
16/07/2016
16:05
Belo Horizonte (MG)

A fase do América-MG é tão ruim que nem mesmo o duelo contra o Santa Cruz, atual 18º colocado, não pode ser considerado à risca como um jogo de seis pontos. Garantido na lanterna por no mínimo mais um fim de semana, o Coelho busca desesperadamente fazer seu dever de casa nesta manhã de domingo para pelo menos começar a se aproximar dos concorrentes no Z-4. Também na zona da degola, o compromisso é visto como uma boa oportunidade para os pernambucanos vencerem a segunda partida e assim tentarem terminar a rodada fora do rebaixamento.

No time mineiro, a principal novidade será na zaga. Suspenso contra o São Paulo, o zagueiro Adalberto formará a defesa titular ao lado de Roger. O também zagueiro Alisson foi liberado do departamento médico, mas não deverá ser aproveitado por Sérgio Vieira. No meio, o treinador ainda deverá promover a estreia de Danilo Dias, que mal chegou, mas já terá que mostrar serviço, tamanho são os problemas por desfalques do comandante português.

No Santa de Milton Mendes, a principal novidade é o retorno do atacante Grafite. Vice artilheiro do Brasileirão com oito gols, o centroavante desfalcou a equipe por três rodadas por causa da de uma lesão muscular, mas já está de volta e será a referência no ataque tricolor.

A partida contra o Santa Cruz será a única da matinê de domingo, realizada às 11h no Estádio Independência.

AMÉRICA-MG x SANTA CRUZ

Motivo: 15ª rodada, Brasileirão 2016
Data/Hora: 17/07/2016, às 11h
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moises (RJ) e Thiago Henrique Neto (RJ)

AMÉRICA-MG: João Ricardo; Pablo, Adalberto, Roger e Bruno Teles; Leandro Guerreiro, Juninho, Danilo Dias, Alan Mineiro e Osman; Victor Rangel. Técnico: Sérgio Vieira.

SANTA CRUZ: Thiago Cardoso, Léo Moura, Néris, Dani Morais e Thiago Costa; Willian Correia, Marcílio e João Paulo; Arthur, Keno e Grafite. Técnico: Milton Mendes.