Russel Dias
28/08/2016
13:03
Santos (SP)

O drama começou cedo. A primeira notícia do dia chegou às 10h da manhã: em sua despedida do Santos, Gabigol começava no banco por não ter condições físicas, já que se desgastou na viagem de volta da Itália, onde fechou sua transferência para a Inter de Milão. Ao entrar no começo do segundo tempo, viu o companheiro Thiago Maia fazer pênalti em Jefferson, e Rafael Moura marcar o gol do Figueirense. Um lance que estragou o que seria a festa de Gabriel para o “até logo”.

Veja como foi a partida lance a lance.

A despedida, que poderia ter uma despedida com gols e emoção, acabou sendo tensa. Após o gol do Figueira, o Peixe errou passes e chutou desesperadamente. Coube ao camisa 10, que muitas vezes chamou a responsabilidade, receber a bola e tentar resolver para deixar o time que o revelou no G4.

Gabigol driblou, por duas vezes chegou perto do gol de Gatito Fernández, assim como Lucas Lima e Luiz Felipe, de cabeça.


Os primeiros 45 minutos sem Gabigol foram muito mais do Peixe, que chegou a ter 72% da posse de bola. Os catarinenses só haviam tido oportunidade com Ferrugem arriscando de longe.

Com o 1 a 0 para o Figueira, o time de Florianópolis só esperou o erro do Santos para sair no contra-ataque, o que fez Dorival ousar, sacar David Braz e colocar Jean Mota, deixando o time com um zagueiro. 

A pressão santista aumentou, mas a bola não entrou. No fim, o desfecho quase perfeito se desenhou. Ricardo Oliveira cruzou para Gabigol, livre, colocar no fundo das redes e empatar, mas o auxiliar marcou impedimento, existente.

Tentativas não faltaram, mas era dia de Gatito e de Figueirense, não de Gabigol.

Com a segunda derrota em casa no Brasileirão, o Santos vai para a parada do Brasileirão fora do G4. O Figueira, com 24 pontos, respira um pouco mais aliviado. Foi o primeiro triunfo da equipe catarinense como visitante na competição. 

O Peixe voltará a campo apenas no dia 8 de setembro, uma quinta-feira, quando visitará o Internacional, no Beira-Rio, pela 23ª rodada. 

FICHA TÉCNICA
SANTOS 0 X 1 FIGUEIRENSE

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data/Hora: 28/8/2016 - 11h
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Auxiliares: Dibert Pedrosa Moises e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
Público/Renda: 11.456 pagantes / R$ 465.045
Cartões amarelos: Copete, Thiago Maia, Renato (SAN); Ferrugem e Werley (FIG)
Cartões vermelhos: -
Gols: Rafael Moura, aos 2'/2T (0-1)

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, David Braz (Jean Mota, aos 22'/2T) e Zeca; Thiago Maia e Renato; Vitor Bueno (Vecchio, aos 36'/2T), Lucas Lima e Copete (Gabigol, intervalo); Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior.

FIGUEIRENSE: Gatito Fernandez; Ayrton, Werley, Marquinhos (Bruno Alves, aos 6'/1T) e Marquinhos Pedroso; Ferrugem (Renato aos 21'/2T), Jackson Caucaia, Elicarlos (Jefferson, aos 18'/1T) e Dodô; Rafael Moura e Lins. Técnico: Tuca Guimarães