Bruno Cassucci
16/10/2016
20:26
São Paulo (SP)

O Corinthians venceu o América-MG com a cara de Oswaldo de Oliveira. Não que o novo treinador tenha mudado radicalmente a equipe ou implementado conceitos táticos em apenas dois treinamentos antes da sua estreia. É que o jogo contra o lanterna América-MG foi calmo, controlado e seguro como o comandante alvinegro, que iniciou sua terceira passagem pelo clube com vitória por 2 a 0.

Se o técnico foi novo, os protagonistas do clube seguiram sendo os mesmos. Romero, artilheiro da equipe na temporada, abriu o placar e se isolou como o maior goleador da Arena, com 16 gols. Outro destaque alvinegro no ano, Rodriguinho marcou o segundo em uma pintura, pegando de primeira o cruzamento de Guilherme, que deu duas assistências.


O resultado não serviu para o Corinthians entrar no G6, já que Botafogo e Atlético-PR venceram, mas fez com que a equipe voltasse a vencer depois de três tropeços seguidos em Itaquera no Brasileirão. Já o Coelho segue contando as rodadas até o rebaixamento ser consumado e se afundou ainda mais na última posição do Nacional.

Ficou claro que não havia partida melhor para Oswaldo de Oliveira estrear. Diante do pior time do Brasileirão, o Corinthians se impôs do começo ao fim e só não ganhou de mais porque desperdiçou boas chances no primeiro tempo e tirou o pé do acelerador no segundo.

Quando Romero abriu o placar aos 16 minutos, o próprio paraguaio já tinha tido gol anulado e Giovanni e Guilherme tinham perdido duas oportunidades. O Timão tinha facilidade para fazer o que Oswaldo mais pediu no pouco tempo que teve: triangulações. Pela direita, Fagner, Giovanni Augusto e Romero criavam boas jogadas, enquanto do lado oposto Uendel, Rodriguinho e Marlone tinham um pouco mais de dificuldades.

Mesmo assim foi pela esquerda que saiu o segundo. De pé em pé, a bola chegou para Guilherme, que cruzou bola certeira para Rodriguinho, que nem deixou ela cair e mandou no ângulo.

Não se sabe qual foi o papo com Oswaldo no intervalo, mas é possível que o treinador tenha aconselhados seus atletas a diminuírem o ritmo, tamanha foi a morosidade alvinegra no segundo tempo. Talvez já pensando na decisão de quarta-feira, contra o Cruzeiro, pelas quartas de final da Copa do Brasil...

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 2 X 0 AMÉRICA-MG


Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data/hora: 16/10/2016 - 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA)
Auxiliares: Marcio Gleidson Correia Dias (PA) e Helcio Araujo Neves (PA)
Público/renda: 25.741 pagantes / R$ 1.285.708,00
Cartões amarelos: Giovanni Augusto e Pedro Henrique (Corinthians); Tony (América-MG)
Gols: Romero, 16'/1ºT (1-0); Rodriguinho, 38'/1ºT (2-0)

CORINTHIANS: Walter, Fagner, Pedro Henrique, Balbuena e Uendel; Willians; Romero, Giovanni Augusto (Marciel - 38'/2ºT), Rodriguinho e Marlone (Rildo - 18'/2ºT); Guilherme (Lucca - 32'/2ºT). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

AMÉRICA-MG: João Ricardo, Jonas, Éder Lima, Messias e Gilson (Sávio - 42'/2ºT); Juninho (Christian - 33'/2ºT), Leandro Guerreiro, Ernandes e Tony; Osman e Nixon (Danilo Barcelos - 38'/2ºT). Técnico: Enderson Moreira.