Alessandro Molon

Alessandro Molon é candidato a prefeito do Rio de Janeiro pela coligação "Todos Pelo Rio" (Foto: Divulgação)

RADAR / LANCE!
30/09/2016
07:40
Rio de Janeiro(RJ)  

No próximo domingo, a população do Rio de Janeiro vai às urnas na busca por traçar os rumos da política de sua cidade. Prestes a encerrar o Primeiro Turno da corrida eleitoral, o LANCE! traz, em entrevista exclusiva, os planos que o candidato a prefeito Alessandro Molon (REDE) tem para o Esporte nos próximos quatro anos.

1 - O Rio ganhou vários equipamentos esportivos de classe mundial para a Olimpíada. Como a sua gestão pretende utilizá-los?

Vamos utilizar os equipamentos para treinamento de atletas da cidade e para a realização de eventos esportivos nacionais e internacionais, que permitam aos esportistas cariocas se destacarem. Também vamos estudar como as escolas públicas podem fazer bom uso do espaço, facilitando a prática de esporte por parte dos alunos da rede municipal.

2 - A secretaria de esportes vai ser ocupada por alguém com forte conhecimento e ligação com a área ou vai ser usada em barganha política para algum partido da sua coligação?

Não há dúvidas quanto a isto: todos os secretários da nossa administração serão escolhidos seguindo critério técnico e seu compromisso com a cidade. A prioridade é tornar mais eficientes os serviços prestados à população.

3 - Qual sua opinião sobre a importância da Educação Física nos ensinos fundamental e médio?

O ensino da Educação Física nos ensinos fundamental e médio é extremamente importante para a descoberta de novos talentos e para termos uma população mais saudável. O mundo inteiro caminha na direção de estimular práticas esportivas. Não podemos retroceder neste aspecto.


4 - Em sua visão, é possível a Prefeitura ajudar de alguma forma os grandes clubes do Rio a se reerguerem tanto administrativamente quanto esportivamente? Qual a sua ideia ou sugestão sobre o assunto?

Sim. Uma alternativa é estudar a melhor forma de a prefeitura assumir a administração do Maracanã, seja por conta própria, seja com uma parceria público-privada, de forma a colocar o estádio a serviço do desenvolvimentos dos clubes e dos atletas.

5 - Qual deve ser o modelo de uso do Maracanã, já que o atual concessionário alega que não é viável no modelo atual? A Prefeitura teria interesse em gerir este equipamento?

A Prefeitura pode, sim, assumir a administração do Maracanã, seja sozinha, seja com uma parceria público-privada ou com consórcio formado por alguns clubes. O Maracanã também pode ser usado para eventos culturais, contanto que não prejudiquem as condições do estádio.