RADAR/LANCE
28/08/2016
12:59
Belo Horizonte (MG)

O Cruzeiro não teve facilidade, mas se acertou no segundo tempo e derrotou o Santa Cruz por 2 a 0, na manhã deste domingo,  no Mineirão. Com público superior a 45 mil pessoas, Robinho e Ábila fizeram os gols do triunfo da Raposa, que começa a embalar sob o comando de Mano Menezes. 

Há cinco jogos sem perder, o Cruzeiro chega aos 26 pontos e vai se afastando da zona do rebaixamento. O Santa Cruz, por sua vez, segue na penúltima colocação, com 19 pontos.

Santa começa melhor e não sente pressão fora de casa

Ao contrário do que o torcedor celeste imaginava, o Cruzeiro não encontrou tanta facilidade para ameaçar o Santa Cruz dentro do Mineirão. Nos primeiros 45 minutos, a equipe mineira parou na marcação adversária e viu o time pernambucano atuar de forma confortável. Apesar da posse de bola superior, os comandados de Mano exploraram sem sucesso as ligações diretas para o atacante Ábila. Além disso, o Cruzeiro ficou demais com a bola, mas não conseguiu criar as chances com qualidade. As melhores oportunidades do primeiro tempo foram do Santa Cruz. Primeiro com Grafite, que parou em belíssima defesa de Rafael, e depois com o Léo Moura, que até superou o goleiro, mas viu sua finalização parar no travessão.

Cruzeiro se impõe e constrói vitória em dez minutos


Toda a apreensão do torcedor cruzeirense terminou com menos de dez minutos da etapa final. Com outro comportamento após o intervalo, o time da casa voltou para o campo com mais apetite e rapidamente construiu a vitória. Aos três minutos, Robinho foi muito feliz em um chute de fora da área e marcou um golaço, seu primeiro com a camisa estrelada. Pouco depois, o Cruzeiro pegou a defesa coral desarrumada e Ramón Ábila só empurrou para a rede após a cobrança rápida do arremesso lateral. Com o jogo na mão, o time celeste tirou o pé do acelerador, afrouxou a marcação alta e teve mais tranquilidade para administrar o placar. Em desvantagem, o técnico Doriva tentou a reação com as armas que tinha e até viu sua equipe carimbar a trave, mas parou na inferioridade técnica dos jogadores, além das boas intervenções do goleiro Rafael.

O Cruzeiro voltará a campo na próxima quinta-feira, pela Copa do Brasil. A equipe fará o jogo de ida das oitavas de final contra o Botafogo, às 20h, no estádio Luso-Brasileiro, no Rio. Um dia antes, o Santa Cruz faz clássico contra o Sport, às 21h45, na Arena Pernambuco, pela volta da segunda fase da Copa Sul-Americana. No primeiro jogo, as equipes empataram por 0 a 0, no mesmo estádio. 

CRUZEIRO 2x0 SANTA CRUZ


Motivo: 22ª rodada, Brasileirão 2016
Data/Hora: 28/08/2016, às 11h
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (SC)
Assistentes: Nadine Schramm Camara Bastos (SC) e Helton Nunes (SC)

GOLS: Robinho, 3'2ºT (1-0) e Ramón Ábila, 7'2ºT (2-0)
Cartões amarelos: Lucas Romero e Ariel Cabral (CRU); Derley, Uillian Correia e  Keno (STC)
Cartão vermelho: Não teve.
Público/Renda: 49.208 pagantes/R$1.445.435,00.

CRUZEIRO: Rafael; Lucas, Bruno Rodrigo, Manoel e Edimar; Lucas Romero (Denílson - 42'2ºT), Ariel Cabral e Robinho (Rafinha - 15'2ºT); Rafael Sóbis, Arrascaeta e Ramón Ábila (Willian - 32'2ºT). Técnico: Mano Menezes

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Léo Moura, Luan Peres, Danny Morais e Allan Vieira; Derley (Wallyson - 9'2ºT), Uillian Correia (Danilo Pires - 31'2ºT) e João Paulo; Pisano (Marion - 19'2ºT), Keno e Grafite. Técnico: Doriva