Cruzeiro x Ponte Preta

Cruzeiro vence a Ponte de virada no Mineirão - Washington Alves / Light Press / Cruzeiro

Alexandre Corrêa
07/10/2017
17:57
Belo Horizonte (MG)

O Cruzeiro venceu, de virada, a Ponte Preta por 2 a 1, na tarde deste sábado, no Mineirão. Após sair atrás no placar com o pênalti convertido por Danilo Barcelos, a Raposa foi para cima e dominou as ações no segundo tempo, conseguindo a virada com Thiago Neves e Manoel. Com a vitória, os mineiros subiram provisoriamente para o quarto lugar, com 44 pontos. Os paulistas se mantiveram na 15ª posição, com 31 e podendo voltar para a zona de rebaixamento, dependendo dos resultados da rodada.

O JOGO


Em situações opostas na tabela, Cruzeiro e Ponte Preta entraram em campo com mentalidades completamente diferentes. A Raposa, já classificada para a Libertadores do ano que vem, tinha a cabeça na novela que se instalou sobre a permanência ou não de Mano Menezes no clube. Quem comandava a equipe à beira do campo era Sidnei Lobo. A Macaca, por outro lado, queria embalar depois da vitória sobre o Flamengo para conseguir uma arrancada para longe da zona de rebaixamento.

E a partida começou bem louca para a Ponte. Logo com seis minutos de jogo, o lateral-esquerdo Artur sentiu e precisou ser substituído por Yago. O jogador ficou muito desapontado, pois há três meses treinava afastado do grupo e finalmente havia recebido uma oportunidade de voltar à equipe. Cinco minutos depois, Diogo Barbosa recuou mal para Rafael, que derrubou Lucca e cometeu pênalti. Na cobrança, Danilo Barcelos bateu muito bem e abriu o placar para a Macaca.

A partir daí, a Ponte se fechou. O Cruzeiro dominava a posse de bola, chegando a 75%, porém, não conseguia transformar esse domínio em chances de gol. Rafinha pediu pênalti após cair dentro da área aos 27 minutos, mas nada foi marcado. A Macaca também só conseguiu um contra-ataque bom, com Danilo Barcelos, mas o meia parou em boa defesa de Rafael. Assim, a partida foi para o intervalo com o placar ainda em 1 a 0 para a equipe paulista.

Na volta para o segundo tempo, o Cruzeiro armou uma blitz na frente da área da Ponte Preta. Com menos de dez minutos, já havia finalizado muito mais que em todo o primeiro tempo. A Macaca, encurralada no campo defensivo, não conseguia jogar. De tanto pressionar, o Cruzeiro finalmente chegou ao empate aos 28 minutos. Depois de boa jogada pela esquerda, Alisson chutou forte e Aranha fez boa defesa. No rebote, Thiago Neves meteu a cabeça na bola e deixou tudo igual no Mineirão.

Não deu nem tempo para comemorar. Dois minutos depois do empate, Thiago Neves cobrou escanteio e Manoel subiu mais alto que a zaga alvinegra, virando o jogo para os donos da casa. A alternativa para a Ponte, então, foi se lançar ao ataque. No entanto, não tinha pernas para buscar uma reação, e ficou completamente entregue com a expulsão de Elton, aos 41 minutos. No final, vitória do Cruzeiro por 2 a 1.

Com o resultado, o Cruzeiro subiu para o quarto lugar, com 44 pontos, enquanto que a Ponte Preta estacionou na 15ª posição, com 31, podendo ser ultrapassada por Fluminense, Sport, Avaí e Coritiba na rodada.

FICHA TÉCNICA
Cruzeiro 2 X 1 PONTE PRETA


Local: Mineirão, Belo Horizonte
Data-hora: 7/10/2017 – 16h
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)
Auxiliares: Victor Hugo Imazu dos Santos (PR) e Rafael Trombeta (PR)
Público: 13.300 pagantes.
Cartões amarelos: Rafael, Rafinha, Thiago Neves, Diogo Barbosa, Hudson (CRU); Elton (PON)
Cartões vermelhos: Elton, 41'2°T.
Gols: Thiago Neves, 28'2°T (1-1), Manoel, 30'2°T (2-1); Danilo Barcelos, 12'1°T (0-1)

CRUZEIRO: Rafael; Ezequiel, Digão, Manoel e Diogo Barbosa; Henrique, Hudson, Rafinha (Elber, 43'2°T), Thiago Neves e Alisson (Lucas Romero, 35'2°T); Rafael Sóbis (Rafael Marques, 24'2°T) – Técnico: Sidnei Lobo.

PONTE PRETA: Aranha; Nino Paraíba, Marllon, Luan Peres e Artur (Yago, 6'1°T); Elton, Wendel (Jorge Mendoza, 27'2°T), Jean Patrick (Fernando Bob, 11'1°T) e Danilo Barcelos; Emerson Sheik e Lucca – Técnico: Eduardo Baptista.