Felippe Rocha
23/10/2017
22:08
Rio de Janeiro (RJ)

A bola aérea defensiva voltou a se mostrar uma deficiência do Corinthians na noite desta segunda-feira, no Estádio Nilton Santos. O Botafogo fez dois gols desta forma e venceu o líder do campeonato por 2 a 1. O Fogão sobe uma posição e o Timão vê a vantagem na liderança diminuir para seis pontos à frente de Palmeiras e Santos. No domingo, o Glorioso vai a Belo Horizonte enfrentar o Atlético-MG. Fábio Carille comandará sua equipe em Campinas, contra a Ponte Preta.

O alvinegro mandante começou com mais posse de bola, tentou ameaçar pelas pontas, com Bruno Silva pela direita, e Rodrigo Pimpão pela esquerda. Pelo meio, Marcos Vinícius chegou a dar um chute mascado da entrada da área, mas a bola foi para fora. Tudo isso até os 15 minutos, quando o visitante Marquinhos Gabriel pegou um rebote fora da área e chutou forte de esquerda. A bola foi no travessão.


Aos 25, jogada ensaiada em escanteio resultou em chute de Victor Luís, mas Cássio defendeu. Quatro minutos depois, o contra-ataque botafoguense passou por Brenner, depois Marcos Vinícius lançou e Pimpão até chegou na frente de Balbuena, mas o paraguaio travou o chute.

A reta final da primeira etapa teve chutes de fora da área de ambos os lados. Gabriel e Marcos Vinícius e Victor Luís pararam nos goleiros.

O segundo tempo começou como o primeiro: volume maior dos comandados de Jair. E após um susto para cada time, João Paulo cobrou escanteio, Pimpão desviou e Brenner escorou para o gol vazio. Placar aberto aos oito!

Dois minutos depois, o Timão já ameaçou novamente. Jô fez Gatito trabalhar. Pimpão até fez Cássio se esticar, pouco depois, mas seria o centroavante corintiano quem venceria o duelo com o goleiro rival. Aos 14, Jô recebeu na área, dominou e não deu chance para o camisa 1 do Fogão. Partida empatada.

Aos 26, Bruno Silva arrancou em contra-ataque, lançou Brenner e, após drible num marcador, o chute desviou em outro e foi para fora. No escanteio subsequente, a bola sobrou para Valencia e o chute também assustou a torcida corintiana.

E um novo escanteio surgiu para o Glorioso, aos 30. Novo cruzamento, desta vez foi Igor Rabello quem subiu para cabecear, colocar o Botafogo novamente na frente e lembrar a deficiência no jogo aéreo defensivo do líder do campeonato.

Nos acréscimos, o Timão reclamou por um pênalti não marcado em Jô, no último lance. Nada marcado. O placar se manteve. Houve confusão após o apito final. 

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 2 X 1 CORINTHIANS
 
Local: Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ) 
Data-Hora: 23/10/2017 - 20h
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
Auxiliares: José Reinaldo Nascimento Júnior (DF) e Daniel Henrique da Silva Andrade (DF)
Público/renda: 7.566 pagantes/R$224.725,00
Cartões amarelos: Rodrigo Lindoso, Marcos Vinícius, Rodrigo Pimpão (BOT); Gabriel e Jô (COR) 
Cartões vermelhos: -
Gols: Brenner (8/2ºT 1-0), Jô (14'/2ºT 1-1), Igor Rabello (30'/2ºT 2-1)

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Carli, Igor Rabello e Victor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, João Paulo e Marcos Vinícius (Valencia, 26'/2ºT); Rodrigo Pimpão (Guilherme, 19'/2ºT) e Brenner (34'/2ºT) - Técnico: Jair Ventura.

CORINTHIANS: Cássio, Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel (Clayson, 32'/2ºT) e Maycon; Jadson (Romero, Intervalo), Rodriguinho e Marquinhos Gabriel (Kazim, 43'/2ºT); Jô - Técnico: Fábio Carille.