Corinthians x Cruzeiro

Balbuena marcou aos 42 do segundo tempo e comemorou com a tradicional continência (Foto: Miguel Schincariol)

Gabriel Carneiro
14/06/2017
23:43
São Paulo (SP)

No maior estilo "yo no soy marinero, soy capitán, soy capitán, soy capitán", o Corinthians "bailou la bamba" em seu estádio com gol do paraguaio Balbuena e venceu o Cruzeiro por 1 a 0 na noite desta quarta-feira, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. É a sexta vitória consecutiva do Timão, que mantém a liderança da competição, agora com 19 pontos.

Na fria Arena de Itaquera, o jogo começou quente. O zagueiro Murilo bobeou em tentativa de afastar a bola da área e quase entregou um presente para Jô. Pouco depois, bom cruzamento de Thiago Neves chegou em Ariel Cabral, e a bola passou ao lado de Cássio. O Cruzeiro parou por aí, porque na sequência só deu Corinthians. Primeiro com Guilherme Arana, em chute cruzado defendido por Fábio, e depois em disputa de Jô após bola rebatida em finalização de Marquinhos Gabriel.


As chances de gol não foram muito numerosas porque o sistema defensivo do Cruzeiro bloqueou quase todas as chances do Corinthians. Quase... O Timão tocava, tocava, tentava achar espaços, martelava, mas não conseguia nada diante de uma defesa bem posicionada. Em jogos amarrados assim há uma alternativa que faz diferença: bola áerea.

O cronômetro já marcava 42 minutos quando Jadson bateu escanteio pela esquerda e Balbuena se soltou da marcação dentro da área para cabecear com precisão e abrir o placar. Foi o primeiro gol nesta temporada do paraguaio, que comemorou com a tradicional continência à torcida. "Yo no soy marinero, soy capitán", deve ter dito o capitão do Timão em Itaquera.

Em desvantagem, o Cruzeiro se soltou no segundo tempo. Um chute cruzado de Alisson que passou perto da meta de Cássio e uma chance incrível desperdiçada por Ábila dentro da pequena área assustaram e serviram para o Corinthians acordar. Foram dois cabeceios de Pablo que passaram perto, mas não renderam gol.

Carille e Mano tentaram novas opções com Clayson, Giovanni Augusto, Rafael Sóbis e Rafael Marques, mas o panorama pouco mudou: tentativa de pressão do Cruzeiro e defesa segura do Corinthians que, nas palavras de seu técnico, "sabe sofrer". Pablo, o mesmo que quase marcou o segundo, salvou o primeiro do Cruzeiro em chute de Alisson já aos 35 do segundo tempo, e Cássio defendeu boa chance de Diogo Barbosa. Pressão! Bom para o Timão é que seu "capitán" já havia resolvido tudo.

Agora, o Corinthians entra em campo no domingo, às 11h, contra o Coritiba, no Couto Pereira. Já o Cruzeiro tentará se reabilitar somente na segunda-feira, quando recebe o Grêmio no Mineirão, às 20h.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 0 CRUZEIRO


Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data-Hora: 14/6/2017 - 21h45
Árbitro : Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes : José Eduardo Calza e Mauricio Coelho da Silva Penna (ambos do RS)
Público/renda: 30.465 pagantes. / R$ 1.462.205,40
Cartões amarelos: Henrique (CRU)
Cartões vermelhos: -

Gol
: Balbuena 42' 1ºT (1-0)

CORINTHIANS: Cássio; Paulo Roberto, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Marquinhos Gabriel (Clayson 22' 2ºT), Jadson (Giovanni Augusto 30' 2ºT) e Ángel Romero (Camacho 44' 2ºT); Jô. Técnico: Fábio Carille.

CRUZEIRO: Fábio; Ezequiel, Léo, Murilo e Diogo Barbosa; Lucas Romero, Henrique (Alisson - intervalo), Ariel Cabral, Rafinha (Rafael Sobis 25' 2ªT) e Thiago Neves (Rafael Marques 39' 2ºT); Ábila. Técnico: Mano Menezes.