RADAR/LANCE!
15/09/2016
15:39
São Paulo (SP)

O aguardado duelo entre o líder Palmeiras e o vice-líder Flamengo acabou empatado em 1 a 1, em partida realizada na última quarta-feira, no Allianz Parque, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

Para os rubro-negros, a sensação é de vitória, uma vez que o Fla jogou boa parte do confronto com um jogador a menos - Márcio Araújo foi expulso no fim da primeira etapa - e permanece atrás por apenas um ponto do Palmeiras. Para o Verdão, que jogou em casa e com vantagem numérica, a sensação foi de dever não cumprido. 

Além de boa parte de torcedores do clube carioca, Atlético-MG, Corinthians e Santos também tiveram motivos para vibrar, já que são os principais concorrentes da dupla na briga pelo título e não viram uma das equipes dispararem na liderança do Brasileirão.  

Ainda no ritmo do jogo em São Paulo, o LANCE! ouviu especialistas, que comentaram sobre as consequências do resultado e até situações específicas do duelo entre paulistas e cariocas. 

João Carlos Assumpção, colunista do LANCE!

O Flamengo saiu fortalecido com o jogo de ontem. Mesmo com um a menos soube suportar a pressão fora de casa e poderia até ter saído com a vitória. Mostrou personalidade. Se tivesse vencido, o Palmeiras seguiria firme rumo ao título. Agora não.

Além do Flamengo, que segue na cola, ainda tem o Galo, que se bater o Sport em casa entra na luta. Para o clássico diante do Corinthians poderemos ver um Palmeiras mais abatido. Porque a hora era ontem e o time sabe que vacilou.

Já o Flamengo ganha moral. Resta saber se seguirá assim. Muita garra pelo menos tem mostrado. Muita mesmo e isso conta demais. No Allianz Parque foi pura determinação e aplicação tática.

Leonardo Martins, editor do LANCE!


O empate no Allianz teve um sabor de vitória para o Flamengo. O Rubro-negro está embalado, em lua de mel com a torcida, que apoia com brincadeiras e festa em aeroporto, e o time de Zé Ricardo tem tudo para tomar a liderança do Palmeiras, que vacilou em casa.

Jogando contra o vice-líder, o Verdão tinha um a mais em boa parte da partida e a torcida empurrando. Mesmo assim, Cuca levou a pior no duelo tático com o técnico rubro-negro. Agora, o alviverde precisa se doar para ganhar do Timão sábado e seguir na ponta. A pressão no Corinthians sobre Cristóvão pode "ajudar".

Santos, Atlético-MG e Corinthians fecham o top-5 do Brasileiro. Mas desses três, só vejo o Galo com forças para brigar com Palmeiras e Fla pelo título.

Tostão, campeão do mundo em 1970

O placar não mudou em nada na tabela. O Flamengo começou muito forte, mas o Palmeiras lutou e conseguiu fazer um gol no final da partida. A postura defensiva do Fla foi muito boa e há de se destacar o empate com um jogador a menos durante boa parte do jogo. Considerei correta a opção do Zé Ricardo em tirar o Diego naquele momento, já que manteve a solidez lá atrás. Se o Fla estivesse vencendo naquele momento, certamente não seria ele a sair. Vejo o Atlético-MG, o Corinthians e o Santos no mesmo patamar, com potencial de evolução e chegada à liderança.