Robinho é expulso após gol do Palmeiras por provocação ao juiz

Jogadores do Palmeiras provocaram o árbitro após empate na Arena da Baixada (Foto: Reprodução / LANCE!TV)

RADAR / LANCE!
19/11/2015
13:00
Curitiba (PR)

A confusão que tomou conta da reta final do confronto entre Atlético-PR e Palmeiras, na Arena da Baixada, na última quarta-feira, chamou atenção nesta 35ª rodada do Brasileirão. Indignados com a marcação do terceiro gol do Furacão, jogadores do alviverde dispararam contra o árbitro também quando a equipe decretou o empate em 3 a 3 nos acréscimos.

Os colunistas do LANCE! analisam se o árbitro Dewson Macedo Freitas acertou ao validar o gol, e a reação dos jogadores do Palmeiras. 

MAURO BETING

Há um contexto terrível que culmina em episódios como a polêmica em torno do terceiro gol do Atlético-PR. A arbitragem deste Brasileirão vem tendo más atuações, e até quando um juiz acerta, como foi o caso do polêmico Dewson Freitas da Silva, fica sob desconfiança dos jogadores. Com isto, tivemos uma reação infantil dos atletas do Palmeiras, tanto sobre o gol do Furacão quanto após o empate do Verdão.

JOÃO CARLOS ASSUMPÇÃO

Não vi qualquer erro do árbitro no terceiro gol do Atlético-PR. Na verdade, a única falha é o desequilíbrio emocional do Palmeiras, que já vem se tornando recorrente na equipe e requer a atenção da comissão técnica. Este desrespeito com a arbitragem, que se estende a outros clubes, não deve se tornar uma rotina.

ANDRÉ KFOURI

A inocência dos jogadores do Palmeiras foi o grande erro do lance do Atlético-PR. Não se pode partir em direção ao árbitro sem algum jogador da equipe evitar uma cobrança de falta. Porém, deve-se destacar que o jogo passou muito do ponto na parte disciplinar, especialmente em sua reta final.