Guilherme Abrahão 
13/05/2018
18:01
Rio de Janeiro (RJ)

Uma bobeada no fim do jogo custou a invencibilidade do Flamengo e Barbieri no comando rubro-negro. Aos 46 do segundo tempo, Leandro Pereira, com ajuda de César, garantiu a primeira vitória da Chapecoense no Brasileiro: 3 a 2, na Arena Condá, neste domingo. A partida marcou dois tempos distintos. No primeiro tempo, o Fla levou um baile. No segundo, foi superior aos donos da casa, mesmo sem entrosamento, mas vacilou no fim. Guerrero e Vinícius Júnior marcaram para o Rubro-Negro. Canteros, Guilherme – em pênalti duvidoso – fizeram os outros dois para os donos da casa. Na ponta do Brasileiro, o Flamengo soma 10 pontos e no critério de desempate segue como líder, agora ao lado de Corinthians e Atlético-MG.

SEM ENTROSAMENTO
A falta de ritmo e entrosamento do time alternativo do Flamengo ficou visível no primeiro tempo. A Chapecoense, mais arrumada, dominou todas as ações da etapa inicial e foi premiada com o gol do ex-Fla, Canteros. Trauco levou um baile de Apodi por seu lado do campo.

ELE VOLTOU
Se no primeiro tempo o Fla jogou abaixo, Guerrero mostrou que queria jogo e logo no início do segundo tempo deixou o seu, em uma falha incrível de Jandrei. O último gol do atacante pelo Rubro-Negro tinha sido no dia 17 de setembro, diante do Sport, no Brasileiro.

BOBEOU JUAN

Apesar do pênalti marcado por Leandro Vuaden ter sido duvidoso, aconteceu por uma falha de Juan. O veterano quis sair jogando, acabou sendo desarmado e viu Jonas cometer a infração em Guilherme. O atacante converteu a cobrança com categoria para a Chapecoense.

DA ÁGUA PARA O VINHO
Um personagem interessante dessa partida foi o lateral Trauco. Após um péssimo primeiro tempo, subiu de produção de forma significativa no segundo tempo. Deu dois passes açucarados para os gols do Fla, de Guerrero e Vinicius Júnior.

ILUMINADO
É indiscutível que Vinícius Júnior vive um ano incrível. Ele entrou no segundo tempo, empatou o jogo com categoria. O dia marcou um ano da estreia dele como profissional. Foi presenteado com seu nono gol assinalado na temporada.

BANHO DE ÁGUA FRIA

No apagar das luzes, o Flamengo foi castigado. Leandro Pereira marcou o gol da vitória aos 46, contando com ajuda de César, sacramentou a primeira vitória da Chapecoense no Brasileiro. Agora, a equipe chega aos seis pontos.

É MATA-MATA AGORA
O Flamengo volta suas atenções para a Copa Libertadores. Na quarta-feira, recebe o Emelec, em jogo que pode decidir a vida da equipe na competição. A Chape recebe o Atlético-MG, no mesmo dia, pela Copa do Brasil. No Brasileiro, o Rubro-Negro faz clássico com o Vasco, no sábado, e os catarinenses enfrentam o Inter, na segunda-feira, fora de casa.

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE 3 X 2 FLAMENGO

Local: Arena Condá, Chapecó (SC)
Data/hora: 13/5/2018, às 16h
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa/RS)
Auxiliares: Jorge Eduardo Bernardi e José Eduardo Calza (ambos RS)
Cartões amarelos:  Rafael Thyere, Douglas (CHA); Marlos, Léo Duarte, Jonas (FLA)
Cartões vermelhos: Nenhum
Público e renda: 10.931 pagantes/R$ 400.565,00
Gols: Canteros, 22'/1°T (1-0); Guerrero, 3'/2°T (1-1); Guilherme, 23'/2ºT (2-1); Vinícius Júnior, 32'/2ºT (2-2); Leandro Pereira, 47'/2ºT (3-2)

CHAPECOENSE:
Jandrei, Apodi (Bruno Silva, 33'/2ºT), Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral, Màrcio Araújo, Canteros (Neném, 38'/2ºT) e Guilherme (Eduardo ,27'/2ºT); Arthur Kayke e Leandro Pereira. Técnico: Gilson Kleina

FLAMENGO:
César, Pará (Henrique Dourado, 34'/2ºT), Léo Duarte, Juan e Trauco; Jonas, Jean Lucas (Vinícius Júnior, 25'/2ºT) e Diego; Rodinei, Marlos (Cuéllar, 38'/2ºT) e Guerrero. Técnico: Maurício Barbieri.