Luis Flavio de Oliveira

Luis Flavio de Oliveira, arbitro. Foto: Ale Cabral

LANCE!
02/06/2016
10:58
Rio de Janeiro (RJ)

O Brasil se juntou a Austrália, Alemanha, Portugal, Estados Unidos e Holanda como países autorizados pela Fifa e o Ifab para realizar testes com o uso do árbitro de vídeo. Com isso, estão liberados os experimentos - offline - nas partidas do Brasileirão e nas principais ligas dos países citados. Isso significa que todo o aparato poderá ser testado, mas sem que haja interferência no jogo.

O teste offline também vai ocorrer no Mundial de Clubes deste ano. Se as etapas forem concluídas com sucesso, o teste online se dará no início de 2017.

- Para nós é um orgulho porque esse embrião nasceu aqui, no Brasil, com o projeto do diretor técnico da Escola de Arbitragem, Manoel Serapião. Abraçamos esse conhecimento e estamos começando a colher os resultados, com essa primeira aprovação do Ifab e o interesse de outras confederações – afirmou o presidente da Comissão de arbitragem da CBF, Sérgio Corrêa.

O árbitro de vídeo ficará em uma cabine dentro do campo. As imagens, pelo planejamento de momento da CBF, serão tiradas da transmissão oficial da TV Globo. Se fosse contratada uma equipe para captação de vídeo exclusivamente para a CBF o projeto ficaria mais caro.