Ricardo gomes e Paulo Bento (foto:Paulo Sergio/LANCE!Press/Juliana Flister / Agencia i7)

Ricardo Gomes e Paulo Bento tem bastante em comum (foto:Paulo Sergio/LANCE!Press/Juliana Flister / Agencia i7)

Felippe Rocha
01/06/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Num mundo cada vez mais globalizado, as coincidências e os reencontros são cada vez mais comuns. Mas hoje, os caminhos e os destinos dos técnicos Ricardo Gomes e Paulo Bento estão traçados para o duelo entre Botafogo e Cruzeiro, no Estádio Mané Garrincha. O duelo em Brasília, às 21h45, terá transmissão em tempo real do site do LANCE!.

O português, por acaso, está suspenso hoje, pela expulsão na última rodada - em seu lugar estará Ricardo Peres, que integra a comissão técnica. Mas o português assumiu a Raposa após Ricardo Gomes não aceitar a proposta mineira. O treinador permaneceu no Glorioso e abriu o caminho para o lusitano cruzar o Oceano Atlântico.

Eles não chegam a ser amigos. Mas são colegas da atual profissão e do ofício anterior. Mais que isso: eles estiveram juntos nas duas passagens que tiveram pelo Benfica (POR) como jogadores. O então zagueiro Ricardo Gomes lá esteve entre 1988 e 1991, e entre 1995 e 1996. À época volante, Paulo Bento jogou lá de 1988 a 1989 e entre 1994 e 1996.

Agora, porém, cada um tem seu problema para resolver como comandante neste Campeonato Brasileiro. No Glorioso, as lesões dificultam ainda mais os trabalhos de uma equipe limitada. Já equipe celeste ainda não venceu no torneio.

São dois personagens bem sucedidos e respeitados em suas vidas profissionais. Nem tão próximos, mas com objetivos bem parecidos já nesta noite. No Botafogo, a afirmação é necessária. Ao Cruzeiro, a zona de rebaixamento não é nada simpática.

Histórias se cruzam, mais uma vez, no mundo do futebol. E a quinta-feira pode ser mais ou menos agradável para um dos lados, após o duelo de logo mais. Resta esperar as novas páginas da história.