Igor Siqueira
04/10/2016
18:32
Rio de Janeiro (RJ)

A definição do local do clássico entre Fluminense e Flamengo ganhou contornos de novela. O capítulo da vez tem o Botafogo como protagonista. O Alvinegro retrocedeu no acordo para cessão da Arena na Ilha do Governador para o confronto e avisou à CBF e à Ferj que o estádio não está liberado para o confronto do dia 13 de outubro, pela 30ª rodada do Brasileirão.

Segundo o vice-presidente do Alvinegro, Nelson Mufarrej, uma carta foi enviada às entidades explicando o motivo.

- A justificativa é que não há condições técnicas e comerciais. Foi a alegação. Isso já foi mandado. Já está definido. Não tem volta, não tem condições. Se tivesse condições, tudo bem - comentou Mufarrej.

O Fluminense tinha feito força para jogar no Rio, inclusive adiando o confronto do dia 12 e dia 13 justamente para usar a Arena Botafogo, que será utilizada na noite do dia 12, no confronto entre Glorioso e Internacional.

Em nota, o Tricolor explicou que "o Botafogo entrou em contato com o Fluminense e alegou problemas na tubulação de esgoto do estádio Luso-Brasileiro. O clube de General Severiano informou que não teria como avaliar a extensão do problema e que, por se tratar de uma questão técnica subterrânea, alertou ao clube para buscar uma alternativa para a realização do Fla-Flu. O próprio Botafogo alegou não ter certeza se poderia mandar o jogo contra o Internacional no dia anterior ao clássico em razão do mesmo problema."

Até uma posição definitiva da CBF sobre o caso, a partida segue mantida no local.

Mas o Fluminense já corre em busca de outro local para jogar. O Tricolor por pouco não marcou o clássico com o Flamengo em Manaus, mas conseguiu no fim do expediente de segunda-feira confirmar a Arena Botafogo, negociação que acabou ruindo.