Igor Siqueira
23/10/2016
20:24
Rio de Janeiro (RJ)

Crítico frequente das atuações da arbitragem, o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, admitiu que o time foi favorecido pela não anulação do gol de Paolo Guerrero, que contribuiu para o empate rubro-negro diante do Corinthians por 2 a 2, neste domingo, no Maracanã.

O gol irregular ocorreu ainda no primeiro tempo e foi o que deixou o placar em 1 a 1, sete minutos após o Timão abrir o placar.

- Não tem sido tanto a favor quanto contra. Não revi o lance ainda, mas acredito em vocês. Se foi mesmo em impedimento, vamos reconhecer que terá sido o primeiro caso de erro de arbitragem que nos favorece, em 32 rodadas - afirmou Bandeira.

O presidente do Flamengo contestou muito nas rodadas anteriores jogadas que favoreceram os adversários, como o pênalti para o Palmeiras diante do Figueirense. A semana teve arbitragem como assunto por causa do lance do Fla x Flu, no qual o Fluminense só teve um gol anulado após 13 minutos de confusão e suspeitas de interferência externa.