Atlético-PR x Cruzeiro

Auxiliar acha que o Cruzeiro demorou para se adaptar ao gramado sintético (Foto: Reinaldo Reginato/Fotoarena)

RADAR/LANCE
30/10/2016
10:19
Belo Horizonte (MG)

O auxiliar de Mano Menezes, Sidnei Lobo, foi o responsável por comandar o Cruzeiro na partida contra o Atlético-PR. Apesar da derrota por 1 a 0, Sidnei considerou o revés injusto na Arena da Baixada. Para ele, o time celeste merecia sair de campo com pelo que produziu no segundo tempo do jogo.

- Aqui é diferente. Antes do jogo eu entrei no gramado e era bem visível, bem molhado. A bola rola mais rápida e precisa de um tempinho de adaptação. Demorou um pouquinho. Na medida em que o time. Nunca jogamos num estádio desse. Demorou um pouco, mas à medida que o time começou a concentrar, jogar mais próximo da bola, envolveu o Atlético. Na segunda parte, merecíamos pelo menos um gol, sair com o empate daqui – disse o auxiliar, citando também o campo sintético do estádio.

Vale lembrar que, apesar de alguns jogadores já terem jogado em um campo com grama artificial, esta foi a primeira partida do Cruzeiro no estádio do Atlético-PR desde que o clube trocou seu gramado. Para Sidnei, a “novidade” refletiu diretamente no desempenho da equipe, que demorou para se adaptar.

- Até o time entender como é jogar aqui na Arena levou um tempo. Campo muito rápido, a gente estava com dificuldade no domínio. Eles têm uma estratégia nesse estádio que vem de bastante tempo que é deixar jogar no lado e fazer pressão na bola e eles estavam levando vantagem. A equipe evoluiu depois, na segunda parte fizemos uma correção e o time começou a envolver o Atlético, com boas chances de fazer o gol, mas infelizmente ele não saiu.