RADAR / LANCE!
04/10/2016
17:16
Rio de Janeiro (RJ)

O fato do Campeonato Brasileiro agora passar a classificar seis clubes para a Copa Libertadores de 2017 não reduziu o número de situações inusitadas pelo país afora. Teve de tudo na 28ª rodada da competição nacional.

De árbitro "professor", torcida indo embora a jogador com dose de sinceridade, o LANCE! traz o inusitado da rodada.

PRESTA ATENÇÃO AQUI NO TITIO...

Edson Passos foi palco de um momento professoral de Leandro Vuaden. Após ter mandado Júlio César voltar por duas vezes uma falta cobrada equivocadamente para um zagueiro que estava dentro de sua própria área, o árbitro foi em direção ao goleiro do Fluminense e explicou, para não ter mais erro. O "dever de casa" do Tricolor das Laranjeiras foi feito, com um 3 a 1 sobre o Sport.

ELES QUE SE ENTENDAM...

O empate em 0 a 0 entre São Paulo e Flamengo trouxe um embate que só Lugano e Guerrero entenderam. O uruguaio e o peruano discutiram asperamente durante todo o jogo, e o castelhano imperou nesta briga.

"BURRO COM SORTE"?

Dorival Júnior teve seu dia de tornar-se um "burro com sorte". Ao lançar Paulinho no lugar de Copete, o treinador escutou a irritação de torcedores do Santos. Mas, logo em seguida, o jogador que tinha entrado em campo balançou a rede e garantiu a vitória por 2 a 0.

JÁ VAI, GENTE?

Boa parte da torcida da Chapecoense não aguentou ver até o fim a partida contra o Vitória. Após, a equipe catarinense ter sofrido quatro gols ainda no primeiro tempo, alguns torcedores não pestanejaram e deixaram a Arena Condá. Sequer viram o gol de honra que encerrou em 4 a 1 a partida.  

POLÊMICA DE SOBRA

O duelo entre Botafogo e Corinthians rendeu reclamações de todos os lados. Os corintianos ficaram na bronca ao dizer que os gols de Neílton e Diego Barbosa foram irregulares, enquanto o pênalti marcado para o Timão (e defendido por Sidão) foi muito questionado pelos botafoguenses. Mas, na Arena Botafogo, quem fez a festa foi o time da casa.

AQUELE 1%...

Era uma jogada primorosa de Cazares, na qual driblou o goleiro e era só fazer. Mas, na honra de concluir, o equatoriano tocou a bola caprichosamente para a linha de fundo. Ao menos, o Atlético-MG fez 2 a 1 na Ponte Preta.

HAJA PRECIOSISMO!

Os gols perdidos se estenderam ao Cruzeiro. Élber teve oportunidade claríssima diante de Bruno Grassi mas, naquela hora de concluir... Mandou para longe. O alívio veio com o triunfo por 1 a 0.


AI, MEU NARIZ

Danilo Fernandes viu a sina de lesões render uma situação incômoda no duelo entre Internacional e Figueirense. Depois de se chocar com Rafael Moura, o goleiro ficou com um algodão no local. A reta final do jogo ainda foi de tirar o fôlego, mas ele ajudou a garantir o triunfo por 1 a 0.

RABISCOU SINCERIDADE

A polêmica em torno de um suposto pênalti sobre Grafite foi desfeita no intervalo do jogo entre Santa Cruz e Palmeiras pelo próprio atacante. Questionado, o veterano disse com calma: "Acho que não, acho que não foi não".

BRUXA À SOLTA!

Nem tudo foi tranquilidade para o Coritiba na goleada por 3 a 0 sobre o América-MG. Os jogadores Alan Santos e João Paulo saíram com lesões logo no início do segundo tempo.