Paulo Victor Reis
10/07/2016
13:34
Rio de Janeiro (RJ)

O jovem Felipe Vizeu, de 19 anos, mostrou serviço naquela que poderia ter sido a última chance dele no Flamengo. Com Damião a caminho e Guerrero suspenso, o garoto formado na base do clube fez a diferença com dois gols na vitória do Fla por 2 a 0 sobre o Galo, em Brasília. Claro, ele ganhou a melhor nota. O Atlético-MG teve uma atuação muito ruim e foi completamente dominado. Confira as notas do LANCE! e vote nos melhores da partida:

FLAMENGO

6,5
Alex Muralha

No geral, foi pouco exigido. Porém, fez boa e importante defesa no segundo tempo, em chute de Clayton.

6,0
Pará

Apesar de limitado tecnicamente, lutou muito e segurou o ímpeto do Atlético-MG pelo lado esquerdo do ataque.

6,5
Réver

Mostrou segurança na maioria dos lances. Completou mais uma partida sem sofrer gols e trouxe confiança à defesa.

6,0
Rafael Vaz

Teve uma atuação regular, sem se complicar. Fez o básico e ainda lutou para deixar um gol em jogadas aéreas.

6,0
Jorge

Atuação discreta no ataque, mas com papel importante na formação defensiva. Preocupou-se em marcar os atleticanos.

6,5
Márcio Araújo

Está longe de ser querido pela torcida, mas é peça fundamental na marcação. Roubou bolas e facilitou o trabalho da defesa.

6,5
Arão

Mais uma vez, foi participativo. Participou da jogada do primeiro gol do Flamengo.

6,5
Mancuello

O meia argentino deu a assistência para o primeiro gol do Flamengo. Teve boa atuação e saiu aplaudido pela torcida.

6,0
Fernandinho

Fez um primeiro tempo ruim, sem acertar as jogadas, mas deu uma assistência para Felipe Vizeu na segunda etapa.

5,0
Marcelo Cirino

Mais uma vez, ajudou pouco com tentativas de jogar próximo à bandeirinha de linha de fundo. Precisa jogar mais perto do gol.

7,5
Felipe Vizeu

O garoto mostrou oportunismo e faro de gol para desequilibrar a favor do Flamengo. Já é o artilheiro do time no Brasileiro, com quatro gols.

6,0
Canteros

Após um longo período sem aparecer no time do Flamengo, fez o simples e não se complicou. Pode vir a ser mais utilizado.

5,5
Gabriel

Entrou no segundo tempo para aproveitar os contra-ataques, mas não conseguiu incomodar muito o Galo.

-
Cuéllar

Fica sem nota pois entrou nos minutos finais da partida.

7,0
Jayme de Almeida

Mesmo com muitos desfalques, o Flamengo fez boa partida e dominou o jogo sem dificuldades. Méritos para a comissão técnica.


ATLÉTICO-MG

4,5
Victor

Mostrou insegurança nas saídas do gol. Não fez grandes defesas e errou no segundo gol do Flamengo.

5,5
Marcos Rocha

Com Fernandinho nas costas, apoiou pouco. Sofreu lesão em cena forte e deixou o campo com muitas dores.

5,0
Leonardo Silva

Errou o bote na jogada do primeiro gol. Não conseguiu marcar Felipe Vizeu de perto e teve muito trabalho.

4,0
Erazo

Vacilou nos dois gols do Flamengo. No primeiro, faltou velocidade. Já no segundo, errou feio na marcação.

5,5
Douglas Santos

Tem habilidade, mas ajudou muito pouco no ataque. Pelo menos, não se complicou na defesa marcando Cirino.

6,0
Rafael Carioca

Organizou a saída de bola e fez o seu papel no time. Mostrou habilidade em alguns lances e teve atuação regular.

5,0
Júnior Urso

Ficou perdido em meio à marcação do Flamengo no meio. Não conseguiu ajudar a criação do time mineiro.

6,0
Patric

Mesmo fora de posição, deu duas assistências para gol bem anulado. Foi substituído no intervalo, mas poderia ter continuado em campo.

5,0
Robinho

Com o talento que tem, poderia fazer muito mais. Passou em branco. Levou um cartão amarelo sem necessidade.

4,5
Clayton

Peça nula em campo no primeiro tempo. Fez pouco na segunda etapa e foi corretamente substituído.

5,0
Carlos

Como centroavante, esteve sumido do jogo. É jogador de velocidade e não tem condições de ser um camisa 9.

5,5
Maicosuel

Entrou com iniciativa, mas ainda está sem ritmo de jogo. Por isso, não conseguiu mudar o panorama do jogo.

5,0
Carlos César

Entrou no lugar de Marcos Rocha e não conseguiu aparecer na partida. Só foi visto quando cometeu faltas.

5,0
Hyuri

Não à toa cogita-se a saída dele do clube. Não conseguiu ajudar, apesar da boa vontade no ataque.

4,5
Téc: Marcelo Oliveira

O Galo começou o jogo completamente perdido e disperso. Falta organização à equipe mineira, que tem bons jogadores.