LANCE!
29/11/2015
21:05
Rio de Janeiro (RJ)

Nenê foi fundamental, com gol de pênalti, na vitória vascaína por 1 a 0 sobre o Santos. Porém, foi Martin Silva que assegurou o triunfo com defesas seguras. Por conta disso, o goleiro recebeu a maior nota do duelo. Veja abaixo as avaliações para os jogadores e técnicos de ambos os times.

> VASCO
POR VINÍCIUS BRITTO (viniciusbritto@lancenet.com.br)

7,5
Martin Silva

Fundamental. Salvou cabeçada de Nilson no início do jogo e passou a habitual segurança ao time.

6,5
Madson

Bem presente no apoio ao ataque e conseguiu conter o lado esquerdo santista.

6,5
Rodrigo

Começou o jogo um pouco inseguro. Depois, melhorou e ganhou quase todas no alto.

6,0
Rafael Vaz

Com a defesa pouco exigida no primeiro tempo, foi bem. No segundo, demonstrou nervosismo.

5,5
Julio Cesar

Não marcou presença no ataque e teve seu lado muito atacado. Sofreu com as investidas do Peixe.

5,5
Diguinho

No meio de campo, foi um dos que errou mais passes. Quando o Santos atacou, não transmitiu segurança.

5,0
Serginho

Mal tanto no apoio quanto na proteção da defesa. Não deu sequência as jogadas da equipe.

6,0
Andrezinho

Não foi tão bem como nos últimos jogos da equipe. Em compensação, correu demais e ajudou atrás.

7,0
Nenê

Referência técnica da equipe, perdeu dois gols que não costuma perder. Compensou no pênalti.

6,5
Jorge Henrique

Chamou a responsabilidade e buscou bastante o jogo. Mas perdeu gol sozinho no primeiro tempo.

6,0
Riascos

Participou bastante do jogo, mas faltou efetividade e pé na forma. Teve chances claras para marcar

5,5
Rafael Silva

Entrou em um momento que o time estava acuado, sem atacar. Quase não teve chances de finalizar.

6,0
Bruno Gallo

Entrou para ajudar o time a se defender. No pouco tempo que jogou, foi bem na marcação.

-
Guiñazú

Entrou no fim.

7,0
Técnico: Jorginho

Seu time foi melhor que o adversário e mereceu vencer. Deveria ter vindo antes para o Vasco.


> SANTOS
POR GUILHERME AMARO (guilhermeamaro@lancenet.com.br)

5,5
Vanderlei

Fez boas defesas e era um dos melhores em campo, mas foi imprudente e o juiz deu pênalti.

6,0
Daniel Guedes

Subiu ao ataque apenas na parte final da partida. Não se complicou na defesa para afastar o perigo.

6,0
Werley

Com a faixa de capitão, também não brincou em campo e rebateu. Correto nas jogadas aéreas.

5,5
Leonardo

Foi atrapalhado em algumas jogadas, mas mostrou velocidade para fazer a cobertura.

5,5
Chiquinho

Outro que não chegou ao ataque com tanta frequência. Teve trabalho para conter os avanços.

6,0
Ledesma

Correu por todo o campo, deu combate e não voltou para a etapa final. Deverá ser útil em 2016.

5,5
Leandrinho

Um dos responsáveis pela transição da defesa para o ataque, pouco arriscou nas enfiadas de bola.

5,0
Léo Cittadini

Não conseguiu criar e abrir espaços pelo meio, assim como todo o sistema ofensivo do time.

5,0
Geuvânio

Mais um jogador irrelevante da linha ofensiva. Mudou de lado, mas não conseguiu levar perigo.

5,0
Marquinhos

Também não produziu e errou muito durante o jogo. Voltou para fechar espaço na defesa.

6,0
Nilson

Tentou abrir espaços, mas a bola praticamente não chegou. Foi perigoso em um lance de cabeça.

5,5
Vitor Bueno

Entrou para o segundo tempo e não conseguiu mudar a postura preguiçosa da equipe.

6,0
Lucas Otávio

Ajudou a fechar o meio de campo e foi correto nas saídas de bola. Foi eficiente e cumpriu seu papel.

5,5
Leandro

Apareceu bem dentro da área, mas foi travado pelo adversário. Tentou pelo lado esquerdo.

5,5
Técnico: Dorival Júnior

Optou por escalar um time reserva. Substituições não mudaram o panorama do jogo.