Ana Canhedo
03/07/2016
18:27
Santos (SP) 

O Santos encontrava dificuldades para furar a forte marcação da Chapecoense até a primeira parte do segundo tempo. Foi quando o colombiano Copete entrou apenas pela segunda vez na equipe e decidiu o jogo. Foi dele a assistência para Rodrigão abrir o marcador e o segundo gol alvinegro. Confira as notas: 

SANTOS 

6,5
Vanderlei

Pouco exigido. Quando foi acionado, correspondeu a altura. Sem comprometer, foi seguro no gol.

6,5
Victor Ferraz

Desceu pouco ao ataque no primeiro tempo. Quando foi, levou muito perigo. Na marcação não comprometeu.

6,5
Luiz Felipe

Teve ótima chance para marcar de cabeça. Embora mal posicionado em alguns lances, fez bons desarmes atrás.

6,0
Gustavo Henrique

Fica na média, pois correspondeu na marcação. Fez uma partida sem sustos e mostrou segurança na zaga santista.

6,5
Zeca

Time dependente de suas idas ao ataque. Muito participativo, mas muito marcado também. Buscou sempre soluções.

6,0
Thiago Maia

Ficou mais preso atrás, foi menos ao ataque que Renato. Ajudou a rodar a bola, mas errou alguns passes. Fica na média.

6,5
Renato

Bem postado no meio-campo, apareceu como opção no meio várias vezes. Boa marcação, buscou alternativas para o time.

6,5
Vitor Bueno

Movimentou-se bastante durante o jogo. Deu opções ao time, armou e finalizou. Mas não conseguiu ser efetivo nas jogadas.

6,5
Lucas Lima

Ficou aquém do que se espera no primeiro tempo. Melhorou muito no segundo, ajudou o time e deu assistência.

4,5
Gabriel

Irritado demais em alguns lances e afobado em outros. Importante para o time no ataque, errou muitos chutes.

6,5
Rodrigão

Tem excelente presença de área e assim deixou seu gol. Fora dela, ainda encontra dificuldade para agir. Bem no ataque.

8,0
Copete

Entrou e mudou o jogo. Ótima movimentação, gol marcado, bom passe. Se posicionou muito bem na área para marcar.

5,5
Joel

Entrou no lugar de Gabriel e assim com o camisa 10 não conseguiu ir bem. A diferença é que pouco tocou na bola.

7,5
Yuri

Entrou no lugar de seu ídolo Renato e correspondeu. Deixou seu gol em belo chute e ainda ajudou o time a atacar.

7,0
Dorival Júnior

Mexeu muito bem no time no segundo tempo e conseguiu furar a retranca da Chapecoense com novos jogadores.

CHAPECOENSE

5,5
Marcelo Boeck

Chegou a fazer boas defesas, mas acabou muito vazado.

5,5
Cláudio Winck

Foi bem em seu setor no primeiro tempo. Depois, caiu.

6,5
Rafael Lima

Não deu espaços para o Santos em seu setor. Bem na marcação.

5,5
Thiego

Assim com o companheiro, foi bem na marcação. Piorou no 2º tempo.

6,5
Sérgio Manoel

Boa marcação. Fez linda jogada após roubada de bola. Bem.

4,5
Josimar

Atuou como um defensor, jogou bem recuado. Sumido no jogo.

6,0
Gil

Passou bastante tempo em cima de Zeca. Atrapalhou a vida do rival no jogo.

5,5
Cleber Santana

Deu bons passes no meio-campo, mas cedeu muito espaço no setor.

6,5
Ananias

Além de praticamente anular Victor Ferraz, foi bem à frente.

5,0
Bruno Rangel

Pouco apareceu na partida. Bola quase não chegou.

6,0
Silvinho

Apareceu bastante à frente, boa movimentação. Chutes errados.

4,5
Demerson

Não conseguiu se achar na defesa quando entrou. Deu espaços.

6,0
Arthur Maia

Até tentou fazer a bola girar, mas o time ficou recuado.

5,5
Lucas Gomes

Teve pouco tempo para mostrar serviço. Atuação apagada.

6,5
Caio Júnior

Proposta de jogo clara. Começou bem, mas terminou muito mal...